LOGO_Backstage_Musical_NOVO2020_Crachá.

Musical Brilha La Luna estreia no Teatro Liberdade


Foto: Letycia Miller


No dia 24 de janeiro, estreia, em curtíssima temporada, no Teatro Liberdade (SP), o espetáculo Brilha la Luna que se inspira nas músicas do grupo Rouge.


O musical, que fez uma temporada de sucesso em 2019 no Rio de Janeiro, no Teatro Prudential, é uma produção da Lab Cultural, tem texto de Juliano Marceano, direção original de Pedro Rothe , direção musical e arranjos de Tony Lucchesi e coreografias de Victor Maia. Os figurinos são assinados por Ana Elisa Schumacher. A ideia, segundo os idealizadores, nasceu antes mesmo da volta do grupo em 2013.


“A ideia surgiu faz tempo. Uma das minhas melhores amigas, que é atriz e estava fazendo novela comigo na época, viveu em uma comunidade hippie até seus 16 anos sem acesso algum à tecnologia ou à cultura pop. Aquela história ficou tanto na minha cabeça que comecei a rascunhar a ideia de uma peça sobre essa garota que passa uma vida em uma aldeia afastada da cidade e cai de paraquedas no mundo frenético da televisão. No café onde eu escrevia o nome das primeiras personagens tocou Ragatanga. Foi ali que me ocorreu que "Aserejé" é um nome ótimo para uma comunidade alternativa e que esse tal ‘Diego’ que vira a esquina podia ser um mochileiro que apresenta todo esse universo a essa garota. Me juntei com o Juliano e começamos a desenvolver a dramaturgia em cima do repertório que a gente conhecia de cor: éramos fãs da banda de dormir na porta do estádio para ir no show”, diz Diego Montez, um dos idealizados do espetáculo.


A história tem como base a personagem Luna, que dá nome ao espetáculo, uma jovem que viveu toda sua vida na Comunidade de Arerejé, um refúgio hippie criado por seus pais e escondido das grandes metrópoles. Ela vive uma vida tranquila, mas ao completar 18 anos, se vê órfã e sente que falta algo em toda aquela perfeição. É aí que ele vira a esquina, vê Diego e toda a história começa. O espetáculo passou pelo aval das integrantes do Rouge em 2017 e foi aprovado de cara.


“Foi um dos momentos mais tocantes da trajetória da peça. Apresentamos, em 2017, uma leitura para elas e foi um momento muito lindo de troca. Elas se emocionaram, agradeceram o carinho e homenagem e se demonstraram muito abertas na época. Ter a bênção das cinco seria essencial”, completa Diego.


A história tem como base a personagem Luna, que dá nome ao espetáculo, uma jovem que viveu toda sua vida na Comunidade de Arerejé, um refúgio hippie criado por seus pais escondido das grandes metrópoles. Ela vive uma vida tranquila, mas ao completar 18 anos, se vê órfã e sente que falta algo em toda aquela perfeição. É aí que ele vira a esquina… Diego, um mochileiro que está de passagem pela comunidade encanta Luna levando-a a acreditar que finalmente encontrou a última parte que precisava pra completar a vida perfeita. Quando Diego parte de Aserejé, ela descobre que o endereço do garoto na cidade grande é o mesmo estampado em cartas que seu pai, então líder da comunidade, recebia enquanto vivo. Luna decide segui-lo atrás de respostas com a ajuda de Pedro, seu melhor amigo secretamente apaixonado por ela. Luna continuará em busca de respostas sobre quem ela realmente é ou irá se esquecer de tudo para se tornar a nova estrela da música.


Brilha la Luna acontece no Teatro Liberdade, às segundas (20h), a partir de 24 de janeiro. Os ingressos da curta temporada custam a partir de R$40 e estão disponíveis para venda pela Sympla - https://bileto.sympla.com.br/event/70833/d/120868 - e bilheteria do teatro.


Ficha Técnica:

IDEIA ORIGINAL: Diego Montez

TEXTO: Juliano Marceano

DIREÇÃO DE REMONTAGEM: Ana Elisa Mattos e Diego Montez

BASEADO NA DIREÇÃO ORIGINAL DE: Pedro Rothe

DIREÇÃO MUSICAL ORIGINAL: Tony Lucchesi

COREOGRAFIAS: Victor Maia

FIGURINOS: Ana Elisa Schumacher

DIREÇÃO DE ARTE Eduardo Ekermann

RELAIZAÇÃO: LAB CULTURAL

ELENCO: Marcella Bartholo, Pamella Machado, Robson Lima, Julia de Aquino, Carol Vanni, Amanda Doring, Diego Martins, Bruno Boer, Matheus Paiva, Fernanda Gabriela, João Felipe Saldanha, Guilherme Lopez, Alicio Zimmerman, Laura Loup, Ísis Mendonça, João Lucas Martins, Yasmin Lifer, Luke Lima e Larissa Noel.

Serviço:

Estreia dia 24/01/22

Curta Temporada

Teatro Liberdade - End: Rua São Joaquim nº129 - Liberdade – São Paulo

Horário: 20h

Duração: 100 min

Gênero: Teatro Musical

Classificação: Livre

Abertura da casa: 1h antes do início do evento

Ingressos online (com taxa de conveniência): https://bileto.sympla.com.br/event/70833/d/120868

Bilheteria física (sem taxa de conveniência): Atendimento presencial: De terça a sábado das 13h às 19h. Domingos e feriados das 13h às 16h. Em dias de espetáculos a bilheteria permanece aberta até o início da apresentação