LOGO_Backstage_Musical_NOVO2020_Crachá.

ENTREVISTA COM O ATOR, PRODUTOR E DIRETOR DKASSIO



O artista DKASSIO é natural do Estado do Amapá, onde iniciou sua trajetória teatral há 20 anos. Seu primeiro contato com o Teatro Musical foi em 2006, quando visitou São Paulo para o primeiro curso do gênero, na época ministrado por Simone Guttierrez. Desde essa época DKassio vem se aperfeiçoando e crescendo no gênero, onde já trabalhou e estudou com grandes nomes como Fernanda Chamma, Carlos Bauzys, Kátia Barros, Marconi Araújo, dentre outros. DKassio lançou em junho deste ano seu espetáculo "MEU MUNDO AMAZÔNIA - Um Musical da Floresta", de sua autoria com a irmã Amanda Silva. O artista se divide nas tarefas de autor, produtor, diretor, coreógrafo e ator do musical.


Na peça "MEU MUNDO AMAZÔNIA" DKassio interpreta o menino da floresta Mundico, que inicia uma linda amizade com o garoto da cidade Dudu (Lucas Gui). A dupla surpreende a plateia no Teatro São Cristóvão, nas dependências do MOOCA Plaza Shopping, em curta temporada aos sábados e domingos, sempre as 15h.

O Backstage Musical bateu um papo com o artista sobre a sua carreira, o espetáculo e a volta aos palcos, confira!


Como surgiu seu interesse pelo Teatro Musical? Iniciei minha carreira artística como bailarino e ator no Amapá, onde morei até 2008. Desde aquela época eu ficava fascinado assistindo os filmes musicais, como Moulin Rouge, Chicago e Mary Poppins, mas lá era super difícil ter materiais ou interesse das pessoas por este ramo do entretenimento. Resolvi vir conhecer de perto em São Paulo como funcionavam os musicais aqui. Em 2006, pude assistir o meu primeiro musical ao vivo, que foi o "Fantasma da Ópera", com o Saulo Vasconcelos. Quando eu o ouvi cantar disse pra mim mesmo que iria aprender a fazer aquilo... Daí em diante iniciei minha trajetória com os musicais e não parei mais. Voltei pra Macapá e montei o meu primeiro musical, que falava sobre as histórias dos contos de fadas, onde e cantei, dancei e atuei, além de estar produzindo e dirigindo a peça.


Quais os grandes desafios de produzir em meio a pandemia? Os desafios são os mesmos de antes: trazer público, dinheiro, lidar com equipe, ensaios... que somados ao medo e angústia das pessoas se duplica. Eu sou muito determinado e de certa forma até teimoso, comecei a produzir o retorno do MEU MUNDO AMAZÔNIA em janeiro de 2020, pois o espetáculo já existia desde 2015. Logo depois que fizemos a audição para o novo elenco a pandemia chegou ao Brasil, mas eu já estava muito motivado a realizar e como não sabíamos o que ia acontecer em meio a quarentena, entre parar tudo e continuar, eu resolvi continuar.

Qual a mensagem que “Meu Mundo Amazônia” traz para o público? O MEU MUNDO AMAZÔNIA traz a união de culturas em favor do coração deste planeta que é a Amazônia. Dois meninos, com toda pureza e astúcia da infância, mostram à plateia como podemos aprender com as culturas uns dos outros. Ninguém é melhor que ninguém, somos um Brasil só, apesar de tantas diferenças, cada um vive como pode, mas todos nós estamos sendo afetados pelo o que tem acontecido com a maior floresta do mundo. Então, o nosso musical fala para as famílias sobre a importância de mostrar às crianças as verdadeiras riquezas do Brasil. Se nós brasileiros não nos empoderarmos disso, nunca mudaremos pra melhor às realidades do nosso país!


Como foram as audições para o musical? Nossa audição foi um momento realmente lindo e emocionante. A audição surpreendeu a nós em todos os aspectos, pois já no número de inscritos tivemos mais do que prevíamos e conseguimos descobrir dois atores nativos da Amazônia, que entraram pro elenco e acabaram virando os nossos protagonistas, a Lis e o Lucas Gui. Ou seja, as audições sempre podem trazer excelentes talentos para os projetos e pessoas realmente comprometidas com a proposta. Outra coisa que considero também importante foi que a audição trouxe muito além dos atores adultos e mirins, ela trouxe as famílias pra junto deste projeto e por isso estamos obtendo êxito.


Além de autor e diretor, você também está no elenco deste espetáculo. Como é sua atuação nessas áreas? Quais os desafios? Bom, apesar de atuar em musicais há pelo menos 12 anos, fazer isso somado a dirigir e produzir é sem dúvida o maior desafio artístico que já tive, especialmente em meio à pandemia, onde perdi muito do meu ritmo como ator-cantor-bailarino. Quando você dirige, produz e atua, você precisa ter um controle emocional fora do comum pra dar conta de tudo, além de ter pessoas de confiança na assistência de direção e nas coreografias. Conto com as parceiras Priscila Labronici e Marina Queiroz amparando este trabalho junto comigo, sem elas seria muito difícil mesmo conseguir o resultado que estou tendo, inclusive como ator, pois eu só realmente consegui pegar ritmo de palco nos ensaios finais, mas isso é trabalho de equipe e quando dá certo, cada um brilha na sua função.


Porque todos precisam assistir ao espetáculo? Por trazer uma história e características únicas, que só serão vistas em MEU MUNDO AMAZÔNIA, pois estamos falando de cultura de raiz, de talentos genuínos e de uma ancestralidade brasileira, que todos devemos viver e amar. Então, venham assistir nesse último final de semana e certamente será uma experiência inesquecível em meio a toda loucura que vivemos desde o ano passado, mas com uma energia de cura, de libertação e de integração com a natureza.


SERVIÇO: Meu Mundo Amazônia - Um Musical da Floresta Curta temporada até 27 de junho Sábado e domingo às 15h Local: Teatro São Cristóvão - No piso L2 do Shopping Mooca Plaza Ingressos disponíveis no Site sympla.com.br ou na bilheteria do teatro. Maiores informações: 11 96352-5744 ou no Instagram @meumundoamazonia