top of page
LOGO_Backstage_Musical_NOVO2020_Crachá.

Clarah Passos Vive Eva na montagem de Bring it On





Com apenas 14 anos, Clarah Passos, vem construindo sua carreira. Teatro musical, webseries, curtas, dublagem e até mesmo uma memorável passagem pelo The Voice Kids. Ela agora interpreta Eva, no musical “Bring It On”, espetáculo licenciado pelo MTI dirigido por Maria Maya e produzido pela Allegresse Produções. Confira a entrevista que a atriz deu para o Backstage Musical




Clara, conte pra gente como surgiu seu interesse pela área artística?

CP: Desde sempre eu gosto muito de música. E aos 6 anos de idade eu pedir para os meus pais para iniciar as aulas de piano. Mas, ao longo do tempo eu quis começar a fazer aulas de teatro musical pois tinha interesse em juntar o canto, a dança e a interpretação. E aos 9 anos participei do meu primeiro espetáculo no teatro musical. E até hoje já fiz mais de 12 espetáculo e sou muito apaixonada por essa área ❤️



Como tem sido seu preparo para estrear no musical “Bring It On”? Você buscou conhecer o filme de 2000?

CP: O musical Bring It On foi um presente, cheio de desafios. A preparação tem sido muito intensa, por que tive que aprender um esporte super arriscado que é difícil e que eu nunca tinha experimentado e nem executado. São quase 6 meses de muito aprendizado, com aulas de jazz, hip hop, cheerleading e circo. Então, eu corri atrás de aulas para me aperfeiçoar e com certeza assistir as várias versões do filme das As Apimentadas, que é o filme que inspirou o musical, além de assistir o próprio musical. E, claro que além de tudo isso também me esforcei muito para conseguir entregar tudo de mim no canto e na atuação também.



Diferente de outras montagens produzidas por escolas, “Bring it On” é um musical que nunca teve montagem no Brasil. Você acha que isso te ajudou no processo?

CP: Bom, na verdade nunca parei pra pensar nisso (risos). Então, não sei dizer se ajudou ou não. Mas posso dizer que tenho ótimas referências de filmes e músicas de lugares diferentes em que eu possa me inspirar para acrescentar a minha personagem. Além do mais todo o elenco está recebendo um apoio muito grande da Equipe Criativa que em todos os ensaios deixa o musical o mais próximo possível da versão original, mas sem deixar de colocar a nossa própria identidade. Tem sido muito especial todo o processo.




Quais os principais desafios que essa produção trouxe para sua carreira?

CP: Um dos maiores desafios foi aprender o Cheeleading, devido ao fato de ser um esporte que exige um bom preparo físico do profissional. Mas posso dizer que também acabei gostando muito desse esporte. Ele é complicado, difícil e cheio de técnicas, mas ele é muito gostoso e trabalha muito o lado artístico também, com as inúmeras coreografias, saltos, acrobacias. Então, posso dizer que no final o meu maior desafio virou uma das coisas mais gostosas de fazer dentro desse musical.



Você foi uma das participantes do The Voice Kids: Você acha que seu trabalho no Teatro Musical te ajudou nesse desafio?

CP: Bom, esses dois universos são muito diferentes pra mim. Mas, acredito que na área artística tudo meio que se complementa, pois o teatro musical me ensina muito sobre ter melhor presença de palco e mais facilidade em lidar com o nervosismo quando estou em cena. No teatro, o público está ali na plateia. Na TV eu não estou te frente para o público, mas na minha cabeça eu sabia que sei lá, milhões e milhões de pessoas estavam me vendo. É uma emoção incrível também! O que eu achei mesmo parecido foi com um processo de audição, porque o tempo inteiro eu estava sendo avaliada. Como no teatro musical eu passo por muitas audições, acho que isso me ajudou muito nesse desafio.



Conte um pouco de como foi dublar a animação “Time Zenko, Vai!”

CP: Essa animação é muito fofa e muito legal. Eu amei dublar! Foi um dos meus primeiros trabalhos como dubladora e com certeza ficará no meu coração, pois me lembro de ter chorado de alegria quando recebi a informação de que tinha sido aprovada. A dublagem pra mim me realiza de uma forma bem especial, mas o que me encanta mesmo é o desafio de tentar fazer vários tipos de vozes e olhar para aquela personagem e tentar entender se a voz se identificará com a personagem. O diretor de dublagem sempre me leva para o lugar certo dessa busca. Adoro! Tem outros na dublagem pra chegar, mas a gente só pode falar quando é divulgado pelo estúdio de dublagem ou pelo cliente deles.



Como você concilia sua carreira com sua rotina escolar?

CP: Eu sempre procuro dar atenção ao máximo aos estudos porque meus pais sempre disseram que os estudos vem em primeiro lugar. Então, para sempre continuar fazendo que eu amo tenho que me esforçar muito nos estudos. Mas, a estratégia que eu uso é realmente prestar bastante atenção durante as aulas, pois tenho pouco tempo para estudar para as provas devido a minha rotina diária.



Mesmo muito jovem, você já trabalhou com grandes do mercado como Fernanda Chamma, Cynthia Falabella, Cininha de Paula, Bernardo Berro e agora, em “Bring it On” você trabalha com Maria Maya e Paulo Nogueira. O que você tem retido da experiência de trabalhar com esses profissionais?

CP: Eu só tenho muito orgulho em poder dizer que cada um deles ajudou muito no meu desenvolvimento profissional. São profissionais que me inspiram muito. Essa é a primeira vez que estou sendo dirigida pela Maria Maya e pelo Paulo Nogueira e só posso dizer que está sendo incrível, porque são outros diretores que estão de maneira complementar ajudando a me desenvolver ainda mais. E a cada nota ou orientação que eles me passam procuro ficar atenta para buscar o meu melhor e então oferecer a personagem.



Por fim, por que as pessoas devem ir conferir “Bring It On”?

CP: Ahhhhh , as pessoas devem assistir esse musical porque além de ter um elenco maravilhoso e super dedicado, uma equipe criativa que esteve presente durante todo o processo e que merece muitos aplausos, é um espetáculo muito divertido para toda a família. E ainda envolve uma competição entre líderes de torcida, que é um esporte novo para nós aqui no Brasil. Então, venham se emocionar conosco, cantar e dançar muito! Estrearemos a partir do dia 25/12 até 12/03, todos os sábados às 16h00 e 20h30 e domingos às 19h00.

Espero vocês lá!


Comentários


bottom of page