LOGO_Backstage_Musical_NOVO2020_Crachá.

Entrevista com Larissa Landim


Foto: Junior Zagotto


Larissa Landim é bailarina, atriz e cantora. Atualmente integra o elenco do espetáculo "Chaves - Um Tributo Musical", vivendo a Palhaça Patinete, personagem criada especialmente para a peça. Conversamos com ela para saber um pouco mais sobre sua trajetória e sobre esse trabalho que vem encantando o público, confira:


1. Como a arte passou a fazer parte da sua vida? Conta pra gente um pouquinho da sua história. A arte sempre esteve presente em minha vida. Desde criança minha mãe sempre me incentivou a leitura e a cultura. Comecei com a dança. Comecei pelo ballet aos 6 anos de idade, com 12 jazz e dança de salão. Aos 17 prestei vestibular em Brasília e iniciei a faculdade de Artes Cênicas na UNB, mas não cursei o bacharelado por lá, pois nesta mesma época passei em uma audição e entrei na Cia de Dança Carlinhos de Jesus e acabei me mudando para o Rio. Como o trabalho na Cia era no período da tarde, a noite eu comecei a fazer o curso profissionalizante na CAL - para me profissionalizar como atriz. Em 2008 conheci o Oswaldo Montenegro e integrei a cia Mulungo por 3 anos, e também comecei a faculdade de Teoria do Teatro na Unirio. Foi na Unirio e pelo seu projeto em Teatro Musical, ministrado por Rubens Lima Junior, que entrei neste " Mundo dos Musicais". 2. Você já tem em seu currículo vários trabalhos no teatro musical, tem algum que considere mais marcante ou mais especial? Sempre brinco que o trabalho mais marcante é o que estou no momento, pois nos dias de hoje é uma dádiva poder estar trabalhando com o que amamos. Mas não posso negar que o " Book of Mórmon", realizado ainda nos tempos da Unirio, foi um divisor de águas na minha vida e na de todos que participaram do projeto. 3. Atualmente você está no elenco de "Chaves - Um Tributo Musical", e dá vida para a personagem Patinete, que é uma das palhaças do Palhacéu e foi criada especialmente para o espetáculo. Como foi o processo de construção dessa personagem? O processo de criação em " Chaves - Um Tributo Musical" foi muito especial, pois tivemos a liberdade, por não termos um personagem já existente, de criarmos do zero. Fizemos vários laboratórios, exercícios de improvisação para acharmos os "nossos palhaços". Este tipo de processo é muito engrandecedor, pois deixamos de ser apenas executantes e passamos a ser criadores dos nossos personagens.

4. A Patinete é uma personagem que não fala com palavras e se comunica, principalmente, com o movimento do corpo. Para você, qual a parte mais desafiadora de um trabalho assim? O corpo sempre foi uma ferramenta de fala em minha trajetória artística. O grande desafio é ser vista em cena mesmo sem palavras. A escuta cênica foi aguçada pelo fato de eu ter que me comunicar sem fala. A partitura corporal foi meu grande texto neste trabalho.

5. Você também é cover da personagem Chiquinha e chegou a interpreta-la em algumas sessões. Como foi a experiência de viver uma personagem que marcou gerações e continua sendo muito querida pelo público? Sou muito grata por poder estar em um espetáculo que mexe com a nostalgia do púbico. É emocionante ver diariamente a emoção das pessoas ao reencontrar os personagens. Poder ter tido a chance de interpretar a Chiquinha, personagem tão querida do púbico e feita pela incrível Carol Costa no Musical, é uma honra e uma responsabilidade enorme. Mexer com o imaginário do púbico e ser cover de uma atriz que realiza tão bem este papel é um grande desafio. 6. O espetáculo está prestes a iniciar sua turnê pelo Brasil, qual a sua expectativa para as apresentações? Estou muito feliz e empolgada em poder levar este espetáculo para outros lugares do Brasil. É de suma importância que espetáculos grandes como este, saiam também do eixo Rio/São Paulo. Tenho certeza que será uma experiência incrível.


Fotos: Stephan Solon e arquivo pessoal

"Chaves - Um Tributo Musical" se apresenta em Fortaleza nos dias 14 e 15 de março, no Teatro Riomar e depois segue para Recife, com apresentações nos dias 28 e 29 de março, no Teatro Riomar. Os ingressos já estão e podem ser adquiridos AQUI.

Backstage Musical © 2017 - Todos os direitos reservados.