LOGO_Backstage_Musical_NOVO2020_Crachá.

O Homem Cumpriu seu Papel

O Homem de La Mancha é sem dúvida o musical favorito dos fãs paulistas desse último ano, conquistando mais de 100 mil "sonhadores", esse grande espetáculo fará falta para cada um deles. Como forma de encerrar o projeto da Atelier de Cultura em parceria com o SESI-SP, não poderia ter outro musical melhor, seu texto inspira o público a sonhar e acreditar em um mundo mais belo, onde há justiça, paz e amor ao próximo.

Ontem, na última sessão, dia 28 de junho, era evidente o carinho do público com o espetáculo e notório no elenco a entrega e intensidade para se sonhar pela última vez o Sonho Impossível. Como forma de se despedir dessa belíssima obra, decidimos fazer uma lista de 7 coisas que nos farão falta em “O Homem de La Mancha”:

7. A ADAPTAÇÃO

A temática trazida por Miguel Falabella para a produção brasileira foi no mínimo genial. Falabella quis se afastar do estilo sombrio do calabouço, e para isso fez com que a peça se passasse em um hospício, e com isso usou a arte de Bispo do Rosário de forma inteligente, dando um estética brasileira para o espetáculo, valorizando e diferenciando a produção nacional das demais.

6. O CENÁRIO

Matt Kinley já trabalhou em diversas produções aclamadas pelo mundo todo, um de seus últimos trabalhos foi no revival de “Les Misérables” da Broadway, onde criou cenários de tirar o fôlego. O trabalho dele em La Mancha foi igualmente de alta qualidade, dando um ar de grandiosidade para a nossa produção.

5. O ELENCO DE ESTRELAS

É fácil achar um musical com uma ou duas estrelas do teatro musical, La Mancha, assim como “A Madrinha Embriagada” fez diferente, em seu elenco de primeira linha reuniu todos os maiores ídolos do teatro musical brasileiro, bem escalados em personagens muito bem construídos que cativaram o público.

4. A MÚSICA

As melodias super agradáveis levam o público para outros mundos e depois ficam gravadas na cabeça, não tem como não sair cantando “Passarinho Cantor”, “Eu Sou Eu” ou o “Sonho Impossível”.

3. O ENSEMBLE

O trabalho do ensemble é surpreendente, é fácil desviar a atenção da ação principal da cena, e quando isso acontece você percebe que cada ator, independentemente da ação da peça, continua trabalhando em seu louco, com suas próprias movimentações.

2. A MORAL

O texto trás palavras sobre fé, amor e sonhos, palavras que transformam o público e fazem ele sair querendo mudar o mundo e usar o que aprendeu. Lições passadas de uma forma comovente, que nos fizeram crer mais uma vez, no papel transformador da arte.

1. OS INGRESSOS

Lógico que também não poderíamos deixar de lembrar dos ingressos distribuídos gratuitamente, algo que não interfere diretamente na qualidade da peça, mas deixa acessível para todos os públicos, fazendo que quem goste sempre volte e criando um laço entre os fãs e o espetáculo. Todo o projeto do SESI em parceria com o Atelier de Cultura deixou um legado cultural importante para São Paulo, formando público que antes não era tão familiarizado com Teatro Musical ou não tinha acesso.

E para relembrar mais um pouquinho do espetáculo, deixaremos a matéria que fizemos nos bastidores do musical, em sua centésima apresentação.

Backstage Musical © 2017 - Todos os direitos reservados.