Entrevista com Cleto Baccic

1/6/2015

Foto: Roberto Ikeda / Reprodução

 

Cleto Baccic está cada vez maior quando o assunto é teatro musical brasileiro. O ator, que começou a se interessar pelo teatro e pelo canto desde criança, teve seu primeiro grande destaque em 2010, ao ser escolhido para interpretar o ousadíssimo Rum Tum Tugger na produção brasileira de “Cats”, no antigo teatro Abril (hoje Renault). Já anunciando seu crescimento, em 2011 Cleto recebeu a oportunidade de viver Harry Bright, na montagem nacional do musical jukebox “Mamma Mia!”, no mesmo teatro. Já em 2013, Cleto se junta ao SESI - São Paulo e consegue montar um grande musical 100% gratuito no Brasil: “A Madrinha Embriagada”, onde foi Aldolpho, o canastrão argentino, sob a genial direção de Miguel Falabella. Finalmente, em 2014, sai totalmente de seu padrão de “personagem cômico” e decide se lançar no desafio de interpretar o grande ícone da literatura Dom Quixote, no musical O Homem de la Mancha (ainda em cartaz no teatro do SESI Paulista).

Cleto Baccic surpreendeu não somente ao público, mas também à crítica, que jamais o tinha visto tão poderoso em um palco. Sua entrega pessoal e devoção à personagem lhe renderam inúmeros prêmios, entre eles o de Melhor Ator (pela APCA).

 

Nesse momento tão importante de sua carreira, Cleto nos abriu as portas do Atelier de Cultura (sua própria empresa produtora de teatro musical), para dar entrevista exclusiva ao Backstage Musical e falar sobre sua vida, percorrendo os começos de seu interesse pelas artes na infância, assim como suas primeiras peças, mas também sobre suas conquistas.

 

Confira a entrevista logo abaixo:

 

 

Please reload