LOGO_Backstage_Musical_NOVO2020_Crachá.

So long, farewell: fim da linhagem direta Von Trapp


Mary Martin e Theodore Bikel ao centro com o primeiro elenco do musical – The Rodgers & Hammerstein Organization.

Não, não se trata do fim do musical “A Noviça Rebelde”. O dia 23 de fevereiro de 2014 foi marcado pela morte de Maria Von Trapp, a última das crianças vivas da família imortalizada pelo filme musical ‘The Sound Of Music’. A rede americana de notícias CNN anunciou que Maria morreu de causas naturais aos 99 anos, sendo ela a terceira criança da linhagem de sete do casal Agathe Whitehead e Capitão Georg von Trapp. O Backstage Musical gostaria de prestar as devidas homenagens a família e relembrar os fatos mais importantes que o musical já realizou ao redor do mundo.

Com canções de autoria de Richard Rodgers e letras de Oscar Hammerstein II, o musical teve sua estréia mundial na Broadway em 16 de novembro de 1959, ganhando por esta produção oito prêmios Tony, incluindo a estatueta de melhor musical. O casal que deu vida a Maria e Georg nos palcos pela primeira vez foram Mary Martin (musa de Rodgers e Hammerstein) e Theodore Bikel (My Fair Lady e Um Violinista no Telhado).O clássico filme protagonizado por Julie Andrews e Christopher Plummer surge em 1965, garantindo cinco Oscars, incluindo o de melhor filme.

Na época o ticket mais caro para conferir ao espetáculo custava $5,00 (média de R$13,00) e teve mais de 1.400 performances ao longo da temporada no teatro Lunt-Fontanne onde hoje tem temporada do original “Motown“. Chega a ser inacreditável um ingresso tão barato, não?

O primeiro revival surge somente em 1998 no teatro Martin Beck, também na Broadway, com um elenco que estrelava Rebecca Luker (O Fantasma da Ópera, The Secret Garden e Marry Poppins) como Maria e Michael Siberry (Chicago) vivendo o capitão e fez tanto sucesso quanto a versão de 1959.

Outro fato interessante sobre A Noviça Rebelde é a colocação dada ao filme da 20th Century Fox pelo American Film Institute que ‘rankeia’ o musical em quarto lugar entre os 25 maiores musicais estadunidenses de todos os tempos, perdendo apenas para Cantando na Chuva, Amor Sublime Amor (West Side Story) e o Mágico de Oz.

O musical é um sucesso tão inegável que transcendeu as artes e fez com que a cidade de Salzburg na Austria seja um polo turístico por ter os sets de gravações do premiado filme e, também, por ser a cidade onde a família da nossa homenageada viveu. Se você está planejando conhecer essa cidade austríaca clique aqui para mais informações sobre os roteiros turísticos oferecidos.

A montagem para os palcos foi realizada centenas de vezes nos cinco continentes. No Brasil o musical ganhou sua primeira versão em 2008 pela dupla Charles Moeller e Claudio Botelho, apresentando em português a história de amor entre a jovem noviça e o capitão viúvo e pai de sete filhos. Em cartaz no eixo Rio-São Paulo, o musical foi estrelado por Kiara Sasso como Maria e Herson Capri (RJ)/Saulo Vasconcelos(SP) no papel do Capitão e como era de se esperar, o espetáculo rendeu quatro indicações para o Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro: melhor Ator (Fernando Eiras), cenário (Rogério Falcão), figurino (Rita Murtinho) e categoria especial, pela produção de Aniela Jordan, Beatriz Secchin Braga e Monica Athayde Lopes.

O texto da montagem original da Broadway de 1959 foi encenado praticamente na íntegra, assim como todos os números musicais (mesmo aqueles que não entraram no filme de 1965) sendo interpretado por 46 atores/cantores, sendo que um dos filhos von Trapp no Brasil integra hoje a equipe do Backstage Musical.

Kiara Sasso em cena com seus “sete filhos” – site UOL

A história da noviça que vai trabalhar como governanta na casa do capitão Von Trapp se reinventa novamente em 2013. Uma versão ‘ao vivo’ do musical foi exibida no canal norte-americano NBC em dezembro do ano passado. Gravado em estúdio e sem platéia, a produção valeu-se de suntuosos figurinos e cenários remetendo a tradição americana dos anos 50 e 60 de televisionar musicais ao vivo. Protagonizado por Carrie Underwood, o musical foi o assunto mais falado da semana mas não teve boas críticas. Infelizmente o conteúdo do especial que teve duração de três horas ainda não foi disponibilizado para a América Latina.

Não importa quantas décadas passarem, o amor entre o casal inusitado e seus sete filhos continuará a se reinventar e eternizar grandes momentos para sempre. Vá em paz Maria para viver sua eternidade!

Veja a matéria da CNN ao clicar aqui.

Backstage Musical © 2017 - Todos os direitos reservados.