LOGO_Backstage_Musical_NOVO2020_Crachá.

Vem aí: 1º Festival de Teatro Musical de Niterói


Dos dias 25 a 29 de julho, Niterói vai sediar o 1º Festival de Teatro Musical que contará com oficina, palestras e apresentações teatrais direcionadas para coletivos, grupos e companhias teatrais de todo o país.


Durante os cinco dias, a Scuola Di Cultura sediará as atividades inerentes ao Festival em suas dependências. Os inscritos terão a oportunidade de participar de uma oficina com o diretor, dramaturgo e produtor Marllos Silva. Criador do Prêmio Bibi Ferreira, considerada a mais importante premiação de teatro musical do país, ele responde ainda pela criação do Festival Paulista de Teatro Musical, primeiro festival do país dedicado exclusivamente a produções de teatro musical. Ele também divide com Duda Maia, Renata Borges e Ney Madeira, a condução de quatro palestras específicas à temática a ser abordada.


A coreógrafa e diretora teatral Duda Maia, que tem no seu portfólio premiados musicais como “A gaiola” e “Elza”, vai falar sobre “Criação pelo movimento”. Já a produtora teatral à frente da Touché Entretenimento – uma das maiores produtoras de musicais do país –, Renata Borges, responsável por trazer para o Brasil peças como Cinderella e Peter Pan, destacará como está o “Mercado de Musicais”. Para completar, Ney Madeira, figurinista, cenógrafo e arquiteto, terá uma abordagem bem específica, mostrando os “Aspectos do figurino no Teatro”. “Processo de criação de um musical” será a temática da palestra de Marllos Silva.


A culminância do projeto, com a realização das quatro apresentações, ocorrerá no Teatro GayLussac.


Quem é a Scuola Di Cultura

Esse centro cultural cravado no coração de São Francisco, respira o amor pela cultura e tem na “Arte para viver melhor” uma forte premissa para a sua existência. Inicialmente funcionando apenas como teatro, hoje a Scuola Di Cultura abrange várias atividades holísticas. Elas estão calcadas em toda a formação para o teatro, desde as aulas de interpretação, música, desenho e costura, além de oficinas de cerâmica, produção textual e curso de italiano completo, entre outros. Agora, como responsável pela condução de todo o Festival de Teatro Musical de Niterói ganha ainda mais robustez na sedimentação da sua proposta de irradiar cultura e proporcionar o acesso a todos envolvidos no seu processo. Tudo isso tomando por base a ideia de que a arte jamais se apresenta de forma linear, sendo um conjunto de caminhos (música, dança e interpretação) que vão culminar em um destino comum, o espetáculo. De acordo com o seu coordenador, Fabrizio Sassi, o Festival representará um maior estímulo para que cada vez mais pessoas se engajem em atividades culturais destinadas a promover o teatro musical, potencializando esse ecossistema nas mais diversas regiões, já que o projeto tem um cunho de ser nacional. Outro detalhe importante de ser destacado é que todo o projeto será realizado em áreas de livre acesso a idosos e pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, sendo essa uma forma de incentivo à sustentabilidade e renovação dos profissionais das artes cênicas e garantia da promoção da diversidade estética. Todos esses requisitos identificados na Carta de Direitos Culturais de Niterói.


Mais informações: https://scuoladicultura.com.br/ftmnit/