LOGO_Backstage_Musical_NOVO2020_Crachá.

Oscar Fabião no drama “Transe”, no Youtube



O drama “Transe”, com estreia em 17 de junho no Youtube, é um experimento cênico sobre os valores e freios morais que guiam nossos comportamentos e desejos.

Com roteiro de Pedro Henrique Lopes e direção de Diego Morais, a obra acompanha o embate entre duas personalidades de um garoto de programa, vivido, ao mesmo tempo, por Pedro e Oscar Fabião. O experimento cênico une as linguagens do teatro e do cinema para refletir sobre a construção de nossa imagem e tabus que envolvem a sexualidade e a saúde mental.


“Transe” é um drama que acompanha o embate entre João (Pedro Henrique Lopes), um jovem inseguro com sua aparência e receoso de seus desejos libertinos, e Nicolas (Oscar Fabião), um “michê” extravagante e cheio de luxúria. Junto com o dinheiro rápido da prostituição começam a vir os remédios psiquiátricos para reverter os danos da vida de excessos de Nicolas. As crises, as vozes, as alucinações e o fato de não se reconhecer afetam o modo de pensar, sentir e agir de João. Numa espécie de transe, eles mergulham um no outro para tentar encontrar sua verdadeira essência. A partir da história, a obra discute tabus que envolvem a sexualidade humana e a saúde mental.


“O Nicolas é um jovem sem pudores, instintivo, que se joga e não tem medo de consequências. O maior desafio foi ter que me despir das censuras e dos pudores porque o personagem não tem essa trava. Ele não deixa de fazer algo por receio do que os outros vão pensar, o que acaba acontecendo a todos nós em algum momento”, acrescenta o ator Oscar Fabião.


O curta-metragem foi filmado em uma única locação: um apartamento em Santa Teresa. Com os desafios impostos pela pandemia e a consequente pesquisa sobre novas linguagens artísticas, “Transe” se propõe a investigar as possibilidades da união entre o teatro e a tela, na utilização de diferentes enquadramentos, projeções e o jogo cênico entre dois atores.


Disponível para ser assistido no horário em que o espectador preferir, entre 17 de junho e 18 de julho de 2021, “Transe” tem ingressos gratuitos com retirada pelo Sympla. O projeto tem patrocínio do Governo Federal, Governo do Estado do Rio de Janeiro e Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através da Lei Aldir Blanc.