LOGO_Backstage_Musical_NOVO2020_Crachá.

Maestro Marconi Araújo fala sobre Belting Contemporâneo


Pioneiro do Belting Contemporâneo no Brasil e um dos mais reconhecidos diretores musicais e vocais do país, com trabalhos em teatro musical, televisão e cinema, Marconi Araújo é um dos maiores especialistas em Teatro Musical e técnica vocal do Brasil. Maestro, compositor, vocal coach, diretor musical e cantor, Marconi Araújo lançou um livro onde aborda as variadas sonoridades do Belting e como aplicá-las nos desenvolvimentos de personagens e principalmente, no aprimoramento artístico dos profissionais de teatro musical e música pop.


1- Como surgiu seu interesse pela arte? Como você se tornou o Maestro Marconi Araújo? MA: Eu realmente não me lembro quando eu me interessei pela a arte, acredito que a vida inteira eu tive esta busca pelo artístico e também que já nasci maestro. Penso que eu só busquei o conhecimento, para me ajudar a realizar o sonho de ser maestro, mas desde muito pequeno eu já tinha essa noção, mesmo que não completamente.

2- Você é pioneiro do Belting Contemporâneo no Brasil, como explicaria esse estilo de canto? MA: A maneira mais fácil de se explicar o Belting Contemporâneo, é pensar em uma voz teatral ou seja, baseada na fala, que possa executar as notas cantadas tanto na música pop, quanto na música para teatro musical, com o mínimo de esforço e o máximo de sua projeção.

3- Como surgiu seu interesse pelo Belting Contemporâneo? MA: O Belting Contemporâneo é a minha técnica, esse termo Belting Contemporâneo foi criada por mim. Agora, o interesse pelo “belting” aconteceu muito cedo por que a minha formação é de igreja, e a música gospel tem o uso do “belting”, depois a musica coral que eu fazia era uma música “crossover”, que usava todo tipo de técnica e eu comecei a pesquisar o “belting” e uma maneira mais saudável para executa-lo.

4- Como surgiu a vontade de escrever um livro que pudesse ajudar os cantores? MA: Essa vontade na verdade veio dos meus alunos. Foi um pedido dos meus alunos que já estavam comigo a muito tempo, para catalogar toda a nomenclatura que eles tinham nas aulas práticas e terminou sendo um sucesso. Eu acredito que hoje os professores capacitados em Belting Contemporâneo conseguem ajudar seus alunos com muito mais velocidade por causa desse catálogo de termos e “approaches” técnicos.

5- Como é escrever sobre uma prática? MA: Para mim não foi difícil, como eu já tinha muitos anos executando essa prática, fazer uma decupagem e catalogar os termos que eu já usava, não foi difícil. Eu tive um laboratório muito grande com os meus alunos, com meus coros, com os meus espetáculos. Então na verdade, o processo para mim, foi muito natural.

6- A voz é seu maior instrumento de trabalho, quais os conselhos que você dá para todos os cantores? MA: O maior conselho que eu posso dar para os cantores é que cuidem de suas vozes como o cristal mais perfeito que possa existir, ou seja, proteja o seu cristal. Hábitos de saúde vocal, na emissão da voz cantada, na emissão da voz falada, hábitos saudáveis de alimentação, de hidratação, de diminuição de impacto sob a prega vocal. A busca sempre constante de uma técnica que possa te fazer cantar cada vez com menos esforço e mais projeção. Talvez o mais importante, para os que já estudam técnica, é que não existe uma técnica que substitua o descanso, e às vezes achamos que por que temos técnica podemos passar dos limites com o nosso músculo vocal. Eu tenho esse cuidado e tento passar para os meus alunos que também o tenham. O músculo vocal é um músculo muito incrível, mas nós devemos cuida-lo realmente como esse cristal precioso.

7- Nesta pandemia você teve que se reinventar, com coros e concertos on-line, como foi essa experiência? MA: Eu acho que toda experiência que nos faz crescer, que nos reinventa, é boa e proveitosa, e essa não deixou de ser. Eu acho que o mais importante é que nós conseguimos ter vários êxitos com essa experiência. Tirar as pessoas da sua zona de conforto, fazer com que elas gravassem de suas casas, que elas não ficassem sozinhas ou deixassem de executar a sua música. Nesse processo ajudamos os nossos cantores. Os nossos concertos on-line continuaram beneficentes e assim pudemos ajudar inúmeras pessoas através das doações, contribuindo para um alívio de algumas pessoas que estão passando por uma fase difícil na pandemia, o “knowhow” que o Studio Marconi Araújo ganhou tanto em produção musical, quanto em produção de vídeos foi incrível, tornado essa experiência proveitosa para todos. E fico muito feliz em ter contribuído nesse processo, como criativo, no Studio Marconi Araújo.