LOGO_Backstage_Musical_NOVO2020_Crachá.

Um ano de O Mágico di Ó


Hoje faz um ano que estreava "O Mágico di Ó" nos palcos brasileiros. Além de ser um espetáculo inesquecível ele já até virou filme! Ainda não estreou mas enquanto a gente espera, vamos enaltecer essa belíssima obra brasileira de Vitor Rocha.

Para comemorar, reunimos 5 motivos para você correr para o Spotify CLICANDO AQUI! ouvir a trilha sonora desse espetáculo, matar a saudade e trazer um pouquinho da magia do teatro musical para dentro da sua casa!

1. Relembrar Esse Lindo Espetáculo O espetáculo estreou em São Paulo, no Teatro João Caetano, sendo o terceiro trabalho de destaque de Vitor Rocha. O sucesso da peça rendeu uma segunda temporada, no teatro do Sesc Consolação, tendo as apresentações lotadas e encantando o público de todas as idades. Dos palcos para a frente das câmeras, a história virou roteiro de cinema e as gravações aconteceram nas cidades de Cabaceiras na Paraíba e em São Paulo, em outubro de 2019. Atualmente o filme está em processo de pós produção e em breve estará nos cinemas.

2. As Músicas São Lindas Adepto de uma boa rima, Vitor Rocha caprichou na composição das letras desse trabalho e os arranjos são de Marco França. Fortemente inspirado na Literatura de Cordel, o trabalho tem muita pesquisa e personalidade. Já a melodia, propõe um mosaico com ritmos nordestinos como xaxado, samba de roda, forró, baião, frevo e axé numa trilha emocionante. A direção musical é de Marco França e o resultado final é realmente muito agradável: se você saiu do teatro cantarolando "tem que ser... TÃO" está na hora de dar o play e se emocionar e se divertir mais uma vez com essa obra tão brasileira!

3. O Elenco Se você sempre achou ruim de não ter o álbum das produções brasileiras para escutar seus artistas favoritos no modo repeat várias vezes, a trilha de "O Mágico di Ó" é uma dessas felizes (e raras) oportunidades que temos! Além do autor e compositor Vitor, integram o elenco também Luiza Porto, Lui Vizotto, Elton Towersey, Thiago Sak, Diego Rodda e Renata Versolato, que deram voz e emoção na gravação da trilha sonora. Vale ainda mencionar: , esse time de atores impressionou o público não somente pelo pelo carisma de seus personagens, mas também por tocarem instrumentos ao vivo, deixando o espetáculo ainda mais rico. Dirigido por Ivan Parente e Daniela Stirbulov, o elenco traz a essência de seus personagens num álbum bem gostoso de ouvir.

4. Brasilidade Das terras do Kansas direto para o sertão brasileiro, "O Mágico di Ó" nos leva pra uma jornada dentro do nosso próprio país, o regionalismo é uma característica marcante desse trabalho e até no programa entregue a literatura de Cordel marcava presença. Todo estilo de cordel, estava permeado no cenário e visagismo, além do sotaque e a riqueza de ritmos musicais típicos da região que permeia toda a trilha sonora. Escutar esse álbum com certeza é uma experiência que vai te transportar pra uma cidadezinha do nordeste.

5. Revisitar um Clássico de Outra Forma A história de Vitor Rocha, inspirada no clássico "O Mágico de Oz", nos apresenta novos personagens, com personalidades diferentes e ao mesmo tempo tão parecidas com os que conhecemos da obra original. Dorotéia é uma menina forte e determinada, que luta pelos seus ideais e, durante sua jornada, encontra e faz amizade com o Mamulengo (Espantalho) , o Cabra-de-Lata (Homem de Lata) e o Leão, além de cruzar também com a Bruxa Má e a Bruxa Boa, mas de uma maneira nunca vista antes. O clássico americano que fala de esperança e seguir o caminho dos sonhos foi revisitado pela mente criativa de Vitor, tornando ainda mais relacionável e empática com o público brasileiro.

Bom, agora que você já conferiu nossos motivos, corre pro Spotify e põe o volume no talo pra escutar "O Mágico di Ó" enquanto cozinha, arruma a casa, faz algum DIY ou simplesmente pra curtir!

Backstage Musical © 2017 - Todos os direitos reservados.