#ENTREVISTA Tania Nardini

10/3/2020

 

 
Desde 2007, após ser diretora residente na montagem brasileira, Tania Nardini é responsável pela direção de montagens internacionais do espetáculo, já passaram por suas mãos as montagens de Chicago de diversos países como México, África do Sul, França, Austrália, Coreia do Sul, Japão, Argentina, Rússia, Alemanha e Dinamarca, além da montagem recente montagem londrina do espetáculo. Agora Tania dirige a turnê norte-americana do espetáculo. O Backstage Musical entrevistou a diretora para saber um pouco mais dessa produção. Confira:

Como chegou para você essa chance de poder dirigir Chicago no país de origem do musical?

 

Acho que por estar dirigindo Chicago, the Musical tantas vezes, em tantos outros países, com resultados bastante positivos, o escritório de NY me indicou para esta produção da nova turnê americana. Como foi da primeira vez que fui dirigir a turnê na Inglaterra em 2009, muita honra, muita responsabilidade, muita gratidão.

 

Você já dirigiu esse espetáculo em diversos países, teve algum diferencial nessa produção específica?

 

O grande diferencial foi que por serem todos americanos, a estória é totalmente compreensível para eles, os personagens, que são bem americanos, são mais próximos a realidades deles.

 

Para você, qual o maior desafio nesse espetáculo?

 

O maior desafio pra mim neste espetáculo é construir este coletivo. Chicago é verdadeiramente um espetáculo de “conjunto” todos os atores tem que trazer a sua personalidade, o seu ponto de vista; todos tem uma enorme responsabilidade no contar da estória.

 

Chicago é atualmente o segundo espetáculo a mais tempo em cartaz na Broadway. O que você acredita que o principal motivo desse sucesso?

 

Eu acho que é realmente o Todo! Música, coreografia, encenação, iluminação, figurinos, cenário e um elenco comprometido com contar esta estória, que apesar de ser baseada em fatos reais dos anos 20 em Chicago, ainda é relevante no mundo todo.

 

Com a nova produção brasileira chegando, não poderíamos deixar de perguntar: quais as suas expectativas para essa produção?

 

Estou feliz e ansiosa! As audições foram muito bem, fiquei muito orgulhosa de ver o quanto nós brasileiros, crescemos. Foi difícil escolher o elenco porque tivemos muitas boas opções para todos os papeis. Acredito que teremos uma produção belíssima no Brasil!

Please reload