#ENTREVISTA Gui Brumatti

10/3/2020

 

 



O ator Gui Brumatti estreia no espetáculo "Achados e Perdidos", interpretando O Menino das Cartas.  Com 3 anos de carreira, o ator participou de três peças de fim de ano com a Cynthia Falabella. Comecei há uns 3 anos na carreira artística, além de um musical chamado "Cantos em versos" com a Andréia Vitfer, e o filme da "Megera Domada". O Backstage Musical conversou com o ator para saber um pouco mais de sua experiencia. Confira:

 

- Quem é o Menino das Cartas?

 

O menino das cartas é um menino que, como a maioria dos adolescentes, era rebelde, então sempre ficava de castigo e ele não gostava, até que um dia ele rezou para que seus pais sumissem e por um acaso eles realmente sumiram, então ele leva consigo a culpa, tendo a certeza de que ele é o culpado pelo sumiço dos adultos, mas ele encontra o amor de sua vida (menina do computador) e da uma "tranquilizada"; ele também leva consigo, junto com a menina do computador, o fardo do "Amor como salvação", dando continuidade da vida naquela sociedade, levando à um recomeço.

 

- Em que aspectos você se identifica com o seu personagem?

 

Eu me identifico com o meu personagem nos seguintes aspectos: se preocupar com o bem estar da vida alheia, ajudar o próximo e praticar o altruísmo, pensando sempre em melhores condições para a sociedade do futuro.

 

- Qual o maior desafio que esse espetáculo te proporciona?

 

Eu acho que o meu maior desafio não somente nesse espetáculo mas também na vida é o meu próprio "eu", pois eu nunca vou achar que o que eu fiz é bom e está suficiente, eu sempre quero ir além e conquistar o meu melhor, dia após dia.

 

- Por que esse texto é necessário nos dias de hoje?

 

Ele é muito necessário nos dias de hoje, pois é uma peça conscientizadora que atribui questões muito sérias da nossa sociedade, como: desastres ambientais causados pela negligência humana, cena impactante da doença tão falada nesse ano de 2020 (coronavírus), dentre outros exemplos.

 

- Por que todos devem assistir 'Achados e Perdidos'?

 

Pois além de ser uma peça que fala de fatos hodiernos muito importantes, ela demonstra isso de uma forma musical, deixando de ser uma peça "pesada" de adultos, para uma peça conscientisadora pra todos os públicos.

Please reload