Entrevista com Giulia Propheta

20/11/2019

Entrevistamos a querida Giulia Propheta, umas da promessas do teatro musical brasileiro, que esteve recentemente em cartaz no musical Heathers: 

 

1- Como você se interessou pelo mundo da arte? Conta pra gente um pouco da sua história. 

Sou envolvida com a arte desde os meus 3 aninhos, quando eu me apaixonei pelo ballet clássico após assistir o filme " O Quebra Nozes", desde então mergulho e me apaixono a cada dia por fazer arte! Sempre fui bailarina clássica e aos meus 16 anos me interessei pelo Teatro Musical, desde lá o estudo é constante e costumo dizer que eu nunca aprendi e evolui tanto como profissional quanto por dentro, como ser humano! O teatro é uma arte muito linda e nos tira a cada dia da zona de conforto. Eu agradeço sempre por estar mergulhando nesse mundo e ter o prazer de trabalhar e estudar o que eu amo!!

 

2- Você vem se destacando cada vez mais como bailarina. O que a dança representa pra você? 

A minha vida é praticamente resumida em dança! Ela tem uma representação muito grande ao longo de toda a minha carreira, afinal, foi o início de tudo.

A dança se resume em muita dedicação, esforço, amor, e a ao meu ver é a forma mais linda e sincera que me expresso. É sempre o lugar onde consigo me acalmar, me descobrir e me "perder". Apesar de ser muito trabalhoso e algumas vezes doloroso o resultado final é sempre incrível!

"Dançar é sentir, sentir é sofrer, sofrer é amar... tu amas, sofres e sentes. Dança."

 

3- “Heathers – O Musical” teve coreografias intensas e vibrantes. Como foi o trabalho com Mariana Barros durante os ensaios? 

Mariana Barros é uma profissional incrível além de muito talentosa. Trabalhar com ela foi um imenso prazer e uma troca magnifica! Nós penamos bastante para dar conta de todas as coreografias, porém no final o resultado foi ótimo. E o mais incrível é que nem todos do elenco, que dançavam, eram bailarinos porém com a dedicação de cada um fez com que no final ficasse incrível! todos nós estudamos muito e nos ajudamos demais.

 

4- O espetáculo tratava de temas polêmicos na vida dos adolescentes, para você, como foi falar desses assuntos através da arte?

Vivemos em uma época que muitas pessoas evitam falar de tais assuntos que muitas vezes são necessários. Estar dentro desse musical me ajudou e acredito que também ajudamos muitas pessoas, o que é extremamente gratificante! Estar próxima a idade das personagens do musical ajudou entender o que as vezes passa na cabeça de vários adolescentes, representar todos aqueles "problemas" e assuntos "tabus" através da arte é uma maneira mais leve de entender e ajudar o próximo!

 

5- Após Heathers, o que espera para a sua carreira?

Estar em Heathers (meu primeiro musical profissional) me deu a certeza de que e nasci para fazer a arte, para estar no meio da arte, para viver da arte e me dedicar a ela! Sem dúvidas espero estar sempre nos palcos fazendo o que eu amo!

 

6- O que podemos esperar da Giulia em 2020?

Acredito que 2020 seja um ano de muitas novidades, muito sucesso e também muito trabalho! E o que eu posso, dizer com certeza, é que estou me preparando para o que vier, e executar da melhor forma.

Please reload