Cole Porter, Um Singelo Musical para Amar ainda mais sua Obra

24/6/2019

 

Há mais de duas décadas deixando sua marca no teatro musical brasileiro, a dupla Möeller & Botelho traz a São Paulo, mais um espetáculo brilhante: “Cole Porter- Ele Nunca Disse que Me Amava” pode ser a novidade da semana, mas a remontagem de um clássico que se mistura muito com a história da própria dupla.

 

Montado originalmente em 2000, o musical foi o primeiro trabalho dos jovens Charles Möeller e Cláudio Botelho a receber a chancela de espetáculo Möeller & Botelho e por isso, há um carinho especial com essa obra percebido nos detalhes gestuais e figuras de cada cena. Concebido após a dupla ter assistido uma montagem de Kiss Me Kate na Broadway, o musical homenageia a obra de uma dos maiores compositores do Grande Teatro Musical Americano. De 2000 pra cá, muito se avançou e com isso o musical foi revitalizado, com novas informações que foram descobertas ao longo de 20 anos, que permitiram que o texto e repertório fossem atualizados.

 

Em “Cole Porter” somos convidados a conhecer da vida e obra desse grande compositor pela ótica feminina: mãe, esposa, amigas, diva e agente que discorrem sobre episódios marcantes do gênio por trás de “Kiss Me Kate”, “Anything Goes” e outros sucessos. Depois de uma temporada de muito sucesso no Rio de Janeiro, o musical chega à São Paulo com um estreia arrebatadora.

 

Com um cenário singelo e figurinos luxuosos, “Cole Porter” impressiona pelos detalhes que transformam as narrativas de uma figura tão contraditória em algo próximo. Não há como negar o valor da obra artística de Cole Porter, mas a crítica fez oposição à sua vida regada a luxo e ausência de regras. No espetáculo, conhecemos esse lado de sua vida, vemos um anti-herói que pelas palavras bem escolhidas do texto de Charles Möeller, é apresentado de forma humana para o público.

 

As músicas estão lá: clássicos imortalizadas pelo passar das décadas, cantadas ora no idioma original, ora pelas bem cuidados versões de Cláudio Botelho. Cada número musical é um tesouro; seja pelo staging, pelos lindos figurinos em desfile e pela própria força de canções como ‘You’ re the Top’; ‘Be A Clown’, ‘I’ve Got You Under My Skin’ e ‘Night and Day’. Mas a força desse musical está em seu elenco.

Formado por um elenco de seis atrizes, onde cada uma delas é um motivo para que você não deixe de assistir a esse espetáculo: Alessandra Verney (Bessie); Analu Pimenta (Elsa Maxwell); Bel Lima (Kate Porter); Malu Rodrigues (Angelica); Marya Bravo (Ethel Merman) e Stela Maria Rodrigues (Linda Porter). Em “ Cole Porter” cada uma tem seu momento de brilhar, e juntas em arranjos musicais brilhantes (cortesia de Marcelo de Castro) envolvem a plateia em números cheios de vida. Vale ainda ressaltar que Stella e Verney fizeram parte da primeira montagem do musical.

 

Números como ‘Be a Clown’(Lima) e ‘I Hate Man’(Verney) te farão ver essência da música que conta uma história. Já números como ‘So In Love’ (Verney) e ‘Love For Sale’ (Bravo) emocionam pela potência das intérpretes. Há ainda a divertida ‘Let’s Do It, Let’s Fall In Love’ (Elenco) e ‘Get Out Of Town (Malu), mais ao final da peça, que faz com que seus olhos nem pisquem!

 

A orquestra ao fundo formata por apenas três músicos, preenche de forma surpreendente o teatro, fruto de uma boa regência e trabalho de design de som. Já a voz de Botelho em off é um elemento a parte: falando como o próprio Porter, o diálogo com as atrizes deixa a plateia mais afetuosa ao compositor.

 

O musical é uma experiência única: É um tributo, mas desapegado à antologia cronologia tão característica do gênero. Se estrutura por número, mas não é uma revista; é biográfico, mas foge da obviedade e dá lugar à poesia. “Cole Porter” é a fantasia contada com base nos fatos reais da vida de um dos grandes responsáveis por fazer o que o Teatro Musical é hoje. É um forma inteligente de se contar uma biografia, que teve a boa sorte de ser cantada por um elenco incrível!

 

O espetáculo fica em cartaz em curta temporada no Teatro Porto Seguro em São Paulo, com sessões de sexta a domingo até dia 07 de Julho. Imperdível!

Please reload