LOGO_Backstage_Musical_NOVO2020_Crachá.

8 Lições que Podemos Aprender com Canções de Musicais


Se você é dos nossos, daqueles que se empolga coma trilha de um musical então com toda certeza você já se pegou cantarolando ao assistir a uma sessão de um musical. A música faz isso com a gente: nos envolve, emociona e sempre é possível tirar uma lição de uma música que foi especialmente composta para expressar os sentimentos e pensamentos de um personagem. Ou você vai falar que depois de escutar “Impossible Dream” de ´O Homem de La Mancha´ você não se sente motivado a encarar todos seus desafios, aproveitando a jornada e lutar até alcançar as estrelas do céu? Muito fácil se emocionar e tirar preciosos ensinamentos de canções como “Tomorrow”, “Defying Gravity” e “I Dreamed a Dream”, afinal são baladas ou grandes números que falam das aspirações de um personagem, seu ápice durante a peça ou ainda a conclusão de sua jornada. Mas, como o Teatro Musical é um meio muito diversificado até mesmo as músicas mais animadinhas e cheias coreografia, podem esconder preciosos lemas para a vida. Prepara seu caderninho, aumenta o volume, toma nota e vem com a gente!

1.“Shine”, do musical Billy Elliot Não se deixe enganar pela aula de ballet clássico que está acontecendo em cena: por trás de toda a extravagância da Mrs. Wilkinson, existe uma mensagem valiosa. Basicamente, o que a personagem diz às suas alunas é que não importam quais as condições físicas, de nascimentos e até o quão “dois pés esquerdos” você pode ser: tudo o que você deve fazer é brilhar! E a música não para por aí, a ideia da professora é encorajar dizendo que todos de fato conseguem brilhar. O que seria apenas uma apresentação de personagem, é na verdade uma mensagem de incentivo!

2.“Thank Goodness”, do musical Wicked Wicked é muito mais do que “Defying Gravity”. A música que abre o segundo ato traz mais do que a narrativa dos anos que se passaram desde a fuga apoteótica de Elphaba da Cidade das Esmeraldas. Em meio aos ozianos, Glinda declara que não poderia estar mais feliz e o que muitos entendem como uma celebração à uma farsa e aos caprichos de Glinda, é uma canção em que a personagem pensa em sua condição. Glinda ganhou o que sempre quis mas para isso, teve que abrir mão de coisas que ela julgava serem importantes: ela lembra que as escolhas que foram feitas podem trazer consequências irreversíveis e por mais que ela esteja vivendo um momento de euforia, ‘não dá pra ser mais feliz?’. Dá pra refletir muito com essa música né? Afinal, nem sempre os fins justificam os meios!

3. “Freak Flag”, do musical Shrek Por trás de toda a batida animadíssima cantada por personagens de contos de fada, essa canção é um grito de liberdade frente a opressão vivida pelas personagens. Em “Freak Flag” Pinóquio, o biscoito Ginger, Mamãe Urso, Humpty Dumpty e toda galera reconhece sua própria força, o quão são diferentes entre si e que tudo o que parece ser escória para o terrível vilão, é na verdade a força desse grande mosaico de personagens. A música é um verdadeiro hino à diversidade e já que é cantado por personagens das histórias podemos dizer que é uma fábula musicada. A bandeira fazendo referência ao musical “Les Misérables” não está lá por acaso: é para deixar bem claro que “o povo” agora está unido, lutando por seus direitos de serem quem são.

4. “Another Day of Sun”, do musical La La Land Mais do que uma abertura brilhantemente coreografada, “Another Day of Sun” é uma bela reflexão sobre o quão cíclica a vida é: Somos atarefados, envoltos pela nossa rotina e vez ou outra sempre existem situações que nos desanima, que nos põe pra baixo. No entanto o que a abertura desse premiado filme nos lembra é que sempre haverá um novo dia de sol se abrindo com novas possibilidades. Em outras palavras, para aqueles que sonham e correm atrás de seus objetivos, desistir não é uma opção.

5. "O Malandro”, do musical A Ópera do Malandro Outra música que abre um musical. Em “O Malandro” as notas de um bom sambinha criam uma atmosfera sobre o pano de fundo do musical, a tal da malandragem da região boêmia do Rio de Janeiro. Porém a letra cria uma verdadeira cadeia de consequências por caso de um ato de simples malandragem: Com intuito de levar a melhor, o malandro resolve não pagar seu gole de cachaça e daí pra frente vamos vendo quem são os prejudicados por essa malandragem até os lugares mais altos da cadeia produtora e é claro, tem volta, até que chega com consequências não muito boas pro malandro. De forma resumida, a música trata do famoso “aqui se faz, aqui se paga” mostrando que aquela sua pequena atitude de querer levar a melhor pelo “jeitinho brasileiro” no fim, pode ser prejudicial a você mesmo.

6. “You Can´t Stop The Beat”, do musical Hairspray Um dos finais mais animados de todo o teatro musical: um momento de celebração, o final feliz onde tudo finalmente dá certo pra Tracy e demais personagens. Só que além de uma música empolgante, a batida que não pode ser contida é o curso da própria história. O musical apresenta a segregação racial e outros preconceitos como um atraso para uma sociedade onde todos têm o que contribuir e, o número musical final é uma conclusão de que tentar conter o progresso e justiça social é tão em vão quanto tentar parar sozinho uma avalanche. "Você não conseguirá acabar com minha felicidade, por que eu gosto de mim do jeito que eu sou” é um dos versos que expressa a essência dessa música!

7. “You´re Never Fully Dressed Without a Smile”, do musical Annie Morar num orfanato com uma tutora tão relapsa e que não faz questão de mostrar amor pelas internas, é de fato uma vida dura. No entanto, um dos momentos mais doces desse musical está em “You´re Never Fully Dressed Without a Smile”, onde em meio as suas tarefas cotidianas as meninas falam sobre manter a cabeça erguida e sorrir frente as adversidades da vida. A mensagem é clara: viver de forma superficial, tira o foco do que é realmente importante, afinal não basta estar tudo alinhado exteriormente, você precisa estar bem resolvido internamente e assim, mostrar para o mundo sua rela felicidade.

8. “Singin'in the Rain”, do musical Cantando na Chuva

A música tema desse clássico é mais do que uma cena cinematograficamente bonita. Don Lockwood acaba de ter tido uma memorável noite ao lado de seu melhor amigo e namorada, inundado de otimismo por ter encontrado uma inspiração que vai transformar a sua já bem-sucedida carreira com novos desafios, sendo assim, o que é uma noite chuvosa para quem está distribuindo alegria? Já dizia a versão em português pode o céu desabar e a cidade alagar, um banho de chuva não vai me parar. “Singin´in the Rain”, é uma música sobre gratidão, pois mesmo perante os imprevistos e tempos mais nebulosos, é possível sim permanecer otimista frente aos desafios.

Backstage Musical © 2017 - Todos os direitos reservados.