Relembre os musicais protagonizados pelas integrantes do Rouge

Foto: Carol Caminha

 

O Grupo Rouge lançou na última semana o clipe “Solo Tu”, mostrando mais uma vez, o talento e sensualidade das cinco integrantes que, mesmo depois de 12 anos separadas, desde que voltaram com o Grupo, em 2017, provaram que o que as une nunca deixou de existir. 

Mas, como nem só de Rouge vivem as meninas, apesar do fim das atividades do grupo, em 2005, as cinco integrantes não ficaram paradas, a maioria delas esteve nos palcos dos musicais. 

Li Martins foi a protagonista de “Miss Saigon” (2008), seu primeiro trabalho no teatro, logo depois foi a responsável por dar vida para uma princesa da Disney, no revival de “A Bela e a Fera” (2009). Li também integrou o elenco dos musicais "Jekyll & Hyde - O Médico e o Monstro" (2010), "O Fantasma da Máscara" (2011) uma adaptação infantil do clássico O Fantasma da Ópera, "Priscilla, a Rainha do Deserto" (2012) e, recentemente, mesmo com a volta do grupo, ela foi convidada a viver sua primeira vilã, no musical infantil "Turma da Mônica e Hello Kitty em O Poder da Amizade" (2018). 


Karin Hils integrou o elenco de "Hairspray" (2009) e Hair (2010), onde teve a chance de trabalhar novamente com Aline Wirley, sua colega de Rouge. Também fazem parte de seu currículo os espetáculos "Xanadu" (2012), “Alô Dolly” (2013) e “Mudança de Hábito” (2015), em quem interpretou a protagonista Delóris Van Cartier, papel eternizado por Whoopi Goldberg. 

 Marcos Ribas/Photo Rio News


Aline Wirley estreou como atriz nos musicais ao integrar o elenco de "O Soar da Liberdade" (2008), e, além de Hairspray e Hair, ela soma em sua carreira no teatro os espetáculos "Tim Maia: Vale Tudo" (2012/2014), em que teve maior destaque e "Show em Simonal" (2016), interpretando Ângela, uma das Simonetes, as vocalistas que acompanhavam Wilson Simonal em seus shows. 

 
Lu Andrade teve uma breve passagem pelos espetáculos musicais, integrando o elenco da versão brasileira de Into The Woods (2010). Ela também participou das audições de "Zorro, o Musical" e "Aida". 

 

Após o fim do grupo, Fantine Thó se mudou para a Holanda, onde ficou trabalhando e até participou do The Voice local, mas os musicais também marcam presença na vida da cantora. Seu nome foi escolhido devido á personagem Fantine do clássico "Lés Misérables", ao se mudar para a Holanda, ela teve uma filha, a quem colocou o nome Christine, em uma homenagem á Christine Daaé, de "O Fantasma da Ópera". A cantora também sempre compartilha em suas redes sociais que gosta de ir ao teatro com a filha, as duas inclusive chegaram a assistir "O Fantasma da Ópera" no Brasil juntas. Em alguns vídeos, mãe e filha já apareceram ouvindo a trilha sonora de "O Rei Leão" em casa. 

Ano passado foi divulgado que há planos de um musical com as músicas da banda, porém não há nenhuma informação se as meninas farão parte do projeto ou não. Por enquanto o que podemos fazer é torcer para que elas continuem nos trazendo música e encantando os fãs, como sempre fizeram. E aí, quem sente falta delas nos musicais?

 

Confiram o novo clipe do grupo:

 

 

Please reload