#Entrevista Carol Botelho

17/4/2018

Em cartaz como Tiger Lilly em "Peter Pan, O Musical da Broadway", a carioca Carol Botelho vem a cada espetáculo que faz se aperfeiçoando e encantando a todos na arte dos musicais, que conhece e convive desde os 4 anos de idade. Formada em dança pela Faculdade Angel Vianna, a atriz, cantora e bailarina atuou nos musicais "Rent", "Vamp - O Musical", "Chacrinha", "O Primeiro Musical a Gente Nunca Esquece", "Godspell" e "Rock in Rio - O Musical" em Lisboa. Carol contou um pouquinho sobre a sua vida e carreira nesta entrevista para o Backstage! 

 Backstage Musical: Carol, como você ingressou nos musicais?

Carol: Meu contato com musicais começou aos 4 anos de idade quando entrei para a Catsapa Escola de Musicais, uma escola super tradicional de musicais lá no Rio. Lá eu fazia aulas de Teatro, canto, dança, circo e sapateado. Fiquei lá durante 13 anos. Tive aulas com grandes profissionais e sem dúvida alguma essa escola foi minha base e o começo de tudo. Também aperfeiçoei os estudos no “Mergulho no Musical” da CAL (Casa das Artes de Laranjeiras), onde realizei algumas práticas de montagem e tive mestres essenciais para a minha formação como Menelick de Carvalho, Mirna Rubim, Soraya Bastos e Aurora Dias. Em 2015 entrei para o CEFTEM (Centro de Estudos e Formação em Teatro Musical) coordenado pelo Reiner Tenente. No CEFTEM tive a minha primeira experiência no Musical profissional adulto com a montagem de “Godspell”, em 2015, que começou como montagem escolar e posteriormente, adquiridos os direitos, tornou-se profissional. Realizamos diversas temporadas no Rio de Janeiro e durante uma delas fui chamada para a audição do “O primeiro musical a gente nunca esquece”, da Aventura Entretenimento. Fui aprovada e desde então tenho emendando trabalhos e me dividindo entre Rio-SP com musicais. Daí veio “Chacrinha”, “Rock in Rio Lisboa”, “RENT”, “Vamp” e agora “Peter Pan”.

 

Backstage Musical: O que você mais gosta em fazer musicais?

Carol: O que mais me encanta em musicais, e no teatro em geral, é, além de uma grande realização pessoal, o “fazer acontecer” ali, ao vivo. É ver o esforço de tantas pessoas de tantas áreas diferentes unidas em prol de algo maior que é o espetáculo. Venho de Teatro e dou muito valor a tudo que faz o espetáculo acontecer e potencializa essa troca palco-plateia. Ver a entrega e o trabalho árduo de tanta gente resultar em algo tão potente e arrebatador, que encanta o público, me emociona e me ensina todo dia o poder e a força do coletivo. Teatro é troca! E acho isso lindo demais. ❤️

 

 Backstage Musical: Como foi a preparação para viver Tiger Lilly e como está sendo?

Carol: Intensa! Rs. Desde que soube que havia sido aprovada pra viver a Tiger reforcei os treinos na academia e voltei para as aulas de dança. Sabia que seria um processo difícil pra mim, principalmente na questão física, então busquei preparar bem o corpo e me alimentar melhor não apenas para aguentar o ritmo dos ensaios (que foram beeem puxados) mas também para prevenir lesões. Por ser uma peça extremamente física o cuidado com o corpo é essencial. 
Hoje, para a temporada, faço aulas regulares de Ballet e Pilates. Também preciso aquecer muito antes de entrar em cena. Minha personagem entra com 40 minutos de peça e já entra fazendo um solo, então tenho que ter muuuito cuidado pro corpo não esfriar e dar conta de entrar em cena com a energia lá em cima. É uma peça que necessita entrega total, não adianta, se você não der 100% de você ela não acontece.

 

Backstage Musical: Você é do Rio e já atuou em alguns musicais por lá. O público do Rio de Janeiro é diferente do de São Paulo?

Carol: Acho diferentes e igualmente incríveis. No Rio me sinto em casa, né? É uma delicia! Sempre tem gente conhecida na plateia, o que dá aquela acalentada no coração! Rs Antes de fazer musical em São Paulo eu tinha a impressão de que o público paulista era um público mais frio, mais crítico. Chegando aqui quebrei a cara e vi que não era nada disso! Rs O público de São Paulo me surpreende positivamente a cada dia mais. Rent foi um sucesso estrondoso, com uma plateia sempre muito acolhedora e vibrante, entregue e totalmente presente. Vamp também era uma troca deliciosa! E agora no Peter só reforço essa sensação. Em SP vivi um dos momentos mais marcantes até hoje na minha vida profissional que foi ver o “Uga, Uga”, do Peter Pan, ser aplaudido de pé por minutos. Pra qualquer artista um reconhecimento desses não tem preço. Até hoje não consigo acreditar! Rs

 

Backstage Musical: Porque as pessoas tem que assistir Peter Pan, O Musical da Broadway?

Carol: É uma peça linda, feita com muita entrega e cuidado. Impecável nos mínimos detalhes e dona de uma força que arrebata crianças e adultos! É uma produção inovadora, única, com toques brasileiros. É totalmente nossa! Cada um pode dar seu toque pessoal, sua identidade para os personagens. É incrível ver uma história tão rica e uma peça tão grandiosa da broadway ganhar uma nova concepção tão linda e surpreendente quanto a original. (Mérito pra toda nossa equipe criativa e de produção!) 
O que mais escuto por aí é de como o público se envolve e se emociona com Peter Pan. É uma história que não vai morrer nunca. Acho que acessa um lugar muito especial no imaginário de cada um de nós, tanto crianças e adultos. É muito lúdico, nos leva de volta para a pureza da infância e resgata a criança que existe dentro de cada um de nós. É um momento diante desse turbilhão de informações e correria que é a vida adulta em que paramos e olhamos pro mais belo que existe em nós, nossa essência.
 :)

 

 Muito obrigada Carol por partilhar um pouquinho da sua experiência com a gente! 

Please reload