8 Motivos pra Conferir Rocky Horror Show

20/3/2017

                    Foto: Divulgação

 

Se você ainda não foi assistir ‘Rocky Horror Show’, você não deve ser desse planeta (e nem da Transilvânia). O espetáculo produzido pela Möeller & Botelho está na sua reta final se apresentações em São Paulo e é um Musical imperdível! Mas, se você está na dúvida se segue a estrada para esse singular Castelo, o Backstage Musical lista algumas razões pra você não deixar de conferir de perto o espetáculo.
 

1. Porque é um Clássico
Ok, talvez a palavra “Clássico” soe um pouco contraditório à proposta do musical, afinal, ‘Rocky Horror Show’ é um musical com estética de filme B, trash. Mas mesmo, assim, o título é merecido: O musical é conhecido por qualquer fã de musical, ou seja, você pelo menos tem que ter a curiosidade de ir conhecer o musical que consagrou hits como Time Warp e Sweet Tranvestite.

 

2. O Elenco
Talvez a melhor definição para o elenco de ‘Rocky Horror Show’ seja Dream Team ! Sem exageros, cada membro do elenco está muito bem encaixado no papel que representa. A sintonia do elenco é percebida pela plateia e cada ator/atriz tem seu momento de destaque ao longo da história, sem ninguém ofuscar o talento do outro.

Da presença cênica de Marcelo Médici (Dr. Frank N’Furter) às caras e bocas de Felipe de Carolis que arrancam risos generosos do público, passando pelo jeitinho puro, louco e surtado que Bruna Guerin imprimiu à sua Janet, TODOS defendem com propriedade personagens tão icônicos: Jana Amorim (Columbia) arrasa no sapateado e com sua absurda flexibilidade; Gottsha (Magenta/Baleira) recebe o público com sua potente voz; Thiago Machado (Rif Raf) apresenta uma interessante construção corporal para o personagem; Filipe Mafra (Rock) mostra ao que veio com muito carisma; Nicola Lama (Eddie/Dr. Every Scott) traz dois personagens interessantes e arrasa quando entra em cena para seu primeiro solo; Marcel Octávio é um Narrador que prende a atenção do público e os Fantasmas Vanessa Costa e Tiago Garça tem um quê de sensualidade e mistério... Mais uma vez: DREAM TEAM!

 

3. Risada Garantida
O musical é uma comédia e na maioria das cenas é perceptível a atmosfera do humor reinando. As piadas todas funcionam e o público responde com fortes risadas, ou seja, a versão para o português cuidou bem para que o espetáculo funcionasse por aqui. No momento dos números musicais, o público entende as piadas e humor ácido contido nas letras e somado ao elenco afiadíssimo que tem um timing preciso para o gênero, não há como não cair na gargalhada.

Rocky Horror é desses musicais para ir assistir e se divertir: Rir das cenas, das situações absurdas e rir de si mesmo! É catártico e você vai sair de cabeça leve após uma boa dose de humor bem executado.

 

4. Plumas, Paetês, Chapéus e Salto Alto 
Ok, o musical tem uma vibe trash e kitsch, mas a caracterização das personagens é realmente de encher os olhos. Charles Möeller assina os figurinos de uma produção da dupla depois de um bom tempo afastados dos croquis e mostra o lindo, colorido e glamuroso que desenvolveu. Já o visagismo de Beto Carramanhos é impressionante: Thiago Machado e Nicola Lama, por exemplo, ficam irreconhecíveis na pele dos personagens! Criações para deixar qualquer cientista maluco invejoso.

 

5. Um espetáculo Interativo
Em ‘Rocky Horror Show’ a plateia entra na história desde a primeira cena com ajuda da Baleira e continua interagindo pela existência do Narrador brilhantemente vivido por Marcel Octávio, que faz a interlocução explicando como a história vai se desenvolvendo. O ápice da presença do Narrador está no segundo ato em uma clássica cena de quebra da quarta parede. Já o Time Warp é ensinado não somente a Brad e Janet, mas ao público como um todo: dá vontade de levantar da cadeira e fazer a coreografia, que é claro você fará nem que seja no momento da curtain call.

 

6. O Show de Rock

O que seria de um musical sem músicas bem executadas? Em ‘Rocky Horror Show’ a orquestra é comandada pelo jovem e talentoso maestro Jorge de Godoy e mantém a vibe transgressora do rock contagiante! Aplausos merecidos do mundo à Marcelo Mnafra (Sax); Diogo Cardoso (Guitarra); Eduardo Brasil (Baixo) e Kiko Andrioli (Bateria).

 

7. Não Assista: SEJA!
Como já mencionado, ‘Rocky Horror Show’ é icônico pelos apaixonados por Teatro Musical e exatamente por isso mesmo tem sido comum aparecer nas sessões do musical pessoas caracterizadas como os personagens. Se você é fã, não se acanhe: Prepare seu cosplay e vá direto ao Teatro Porto Seguro! A experiência é ainda mais especial, e você vai até poder subir no palco e dançar com o elenco.

 

8. Preços especiais
A produção está se despedindo da capital paulista com preços populares nas suas últimas semanas e isso com certeza é um forte atrativo para quem não foi ir ter o primeiro (e inesquecível) encontro com Dr. Frank. Tome Nota: O valor do ingresso na modalidade inteira está R$60,00 na plateia e R$50,00 nas frisas e balcão. É realmente para Dançar Outra Vez e Mais outra e outra... Até dia 26 de Março.

 

É um passinho pra cá:
Teatro Porto Seguro: Alameda Barão de Piracicaba, 740 - Campos Elíseos
São Paulo-SP
Sessões as Sextas e Sábados as 21h e Domingo as 19h
Temporada até dia 26 de Março.
Ingressos promocionais a venda na Bilheteria do Teatro ou no site Ingresso Rápido 

 

Please reload