Raia 30: Uma celebração de talentos ao Teatro Musical

9/5/2016

Imagem: Manuela Scarpa/Photo Rio News/Site UOL

 

Atriz, bailarina, cantora e uma artista e produtora multifacetada: essa talvez seja a forma mais sucinta de descrever Maria Cláudia Motta Raia. Conhecida do grande público por suas personagens marcantes nas novelas da TV Globo, Cláudia é um dos grandes nomes da difusão do teatro musical no Brasil e celebra seus 30 anos de carreira com o espetáculo “Raia 30”. O musical estreou nos palcos do Theatro NET São Paulo em julho de 2015 e seguiu em temporada pelo Rio de Janeiro, no Oi Casagrande. Após o sucesso, iniciou-se a turnê que teve passagens por Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte e por fim, Paulínia, antes de o espetáculo retornar a São Paulo.

 

Sem pretensão de ser uma autobiografia, a atriz mostra ao público a história de alguém que toda a vida quis estar mostrando sua arte num palco e que lutou para que isso fosse possível. Dentre as desventuras da carreira de La Raia, o público acompanha o caminho que a atriz passou até chegar ao estrelado de uma forma muito bem humorada, onde constantemente a quarta parede é quebrada e o público se torne cúmplice da sua história de vida.

 

O texto é de Miguel Falabella, que conseguiu mesclar bem as múltiplas referencias das obras que Cláudia já participou durante sua carreira. Com uma narrativa bem construída, quem é fã de musical pega as muitas referências ao gênero, ao passo que quem conhece o trabalho da atriz nas telenovelas e humorísticos da Globo, também encontra o seu lugar do riso; prova disso é o quadro que mostra a ascensão de Raia dentro da televisão, onde são apresentados Tancinha (de Sassaricando, 1987) , e mais tarde Tonhão (de TV Pirata). Todo esse é quadro é apresentado sob a estilística de Bob Fosse e o musical “Sweet Charity” (protagonizado por Raia em 2006 ) numa mistura única de TV com teatro musical muito divertida.

 

Além da grande afinidade com o humor, Cláudia também ganha o público em momentos mais emocionantes, como a interpretação de “The Man I Love” em que entra em cena em um exuberante vestido branco, além da canção final, onde a atriz faz apanhado de sua carreira.

 

Raia 30 é uma celebração de Raia às portas que se abriram para ela, fazendo menção a todas as mãos que lhe foram estendidas com menções literais à Lennie Dale; Walter Clark; Sílvio de Abreu; Miguel Falabella entre outros. O mais curioso é ver que em um espetáculo em comemoração à carreira de uma grande estrela, citando aqueles que lhe deram oportunidades, vemos a generosa mão de Raia em dar a seu enérgico ensemble momentos de destaque ao longo do musical: Marcos Tumura é o grande mestre de cerimônias do musical; Elton Towersey e Daniel Cabral ao sapatearem, prendem a atenção do público; Luana Zenun, como a Mulata, arranca risadas do público; Ygor Zago impressiona ao encarnar Lennie Dale. Revezando-se entre diversos outors personagens, o elenco ainda é composto por Mari Barros e Mariana Gallindo que cativam com seu charme; Carol Costa brilhando como Olenka Raia; Daniel Nunes arrasando com sua potente voz, Jhonny Camolese, Marilice Consenza e Alessandra Dimitriou, sem deixar de mencionar Alberto Goya, Estela Beraldi, João Paulo de Almeida, Matheus Paiva e Rodrigo Negrini que integraram o elenco original no musical e que também são parte da constelação Raia de estrelas.

 

É o ciclo artístico se reiniciando mais uma vez: fica evidente no palco o papel de Raia como mentora de uma nova geração de artistas, mostrando de que além de construir uma sólida carreira como artista, Raia também procurou deixar seu legado para o Teatro Musical no Brasil. Outro marco da carreira de Raia são as turnês e por isso mesmo, não a celebração da carreira da atriz não estaria completa sem uma turnê: o musical excursionou por cinco cidades nos últimos finais de semana, propagando o gênero musical pelos principais palcos do país, e se prepara para voltar a São Paulo em uma casa já bastante conhecida da atriz, o Teatro Procópio Ferreira.

 

As coreografias de Tânia Nardini levantam o ânimo da plateia aliadas à precisa direção musical do maestro Marconi Araújo. Já os cenários de Gringo Cardia e os figurinos de Fábio Namatame enchem os olhos e enriquecem o espetáculo que tem uma maravilhosa estética cheia de brilho e glamour. Sem sombra de dúvidas, “Raia 30, O Musical” é um espetáculo de encher os olhos para que toda a família brasileira se divirta. O clima é de festa e grande celebração, é nítido o grande entrosamento do elenco e, a vontade que dá é de subir no palco e brindar junto. Não deixa de conferir!

 

SERVIÇO

Paulínia 

Sessões dias 13, 14 e 15 de Maio
Theatro Municipal de Paulínia (Av. José Lozano Araújo, 1551)
Sexta-feira às 21h, Sábado às 18h e 21h e Domingo às 18h
Vendas online pelo site Bilheteria Rápida

 

São Paulo
Temporada de 21 de Maio a 5 de Junho
Sábado às 18h30 e 21h30 e Domingo às 18h00
Teatro Procópio Ferreira (Rua Augusta, 2823 - Cerqueira Cesar)
Vendas online pelo site Ingresso Rápido

 

Please reload