Tudo Ao Contrário: Ceftem em Prol da Vida

A escola de musicais carioca Ceftem (Centro de Estudos e Formação em Teatro Musical) e o diretor João Fonseca realizam no dia 06 de abril o evento beneficente "Tudo Ao Contrário - A Cena Em Prol da Vida". O evento trata-se de um show inspirado pelo evento anual que acontece na Broadway em Nova Iorque chamado “Broadway Backwards”; além de inspirado, o espetáculo foi autorizado pela Broadway Cares / Equity Fights AIDS, ONG americana responsável pelo evento em Nova Iorque.


O show consiste na inversão de gênero das personagens nas canções: Atores cantando canções femininas e atrizes cantando canções masculinas. O repertório terá tanto musicais brasileiros como americanos e tem como principal característica a celebração da diversidade. A apresentação única ocorrerá na próxima quarta feira no Teatro Municipal Carlos Gomes, no Rio de Janeiro. O principal objetivo deste evento beneficente é angariar fundos para a Sociedade Viva Cazuza e lutar de maneira artística a favor da vida e do respeito universal.
O evento surgiu da ideia de Caio Loki (Loki Entretenimento) que a compartilhou com Reiner que topou realizar e dirigi-la ao lado de João Fonseca. A direção musical fica ao encargo de Tony Lucchesi. O elenco será formado por atores já consagrados do teatro musical e outros em ascensão. Mais de 50 atores estão confirmados no elenco: entre eles Lucinha Lins, André Dias, Evelyn Castro, Ícaro Silva, Amanda Costa, Marcelo Varzea, Claudio Lins, Soraya Ravenle, Lilian Valeska, Izabella Bicalho, Maria Bravo, Gabriel Leone, Telmo Fernandes, Suzana Ribeiro, Tiago Abravanel, Emílio Dantas e Marya Bravo.


Reiner contou ao Backstage Musical que o projeto tomou corpo em sua viagem a Nova Iorque junto do diretor João Fonseca. O ator conheceu o “Broadway Backwards” por meio de Caio Loki, que compartilhou com ele sua intenção de realizar uma versão do evento no Brasil. Na viagem feita em maio de 2015, Reiner e João assistiram muitas produções e também visitaram o escritório da Broadway Cares e conversaram com um dos responsáveis do evento sobre a intenção de fazer um evento similar no Brasil, que cederam os direitos para a realização do evento seguindo a mesma ideia. Reiner lembra “Eles nos cederam o direito de fazer a nossa versão, não é uma copia do evento, não usamos a mesma marca.


Dentre os números em “Tudo ao Contrário”, três deles foram apresentados no "Broadway Backwards" 14/15, sendo eles “Cell Block Tango” de "Chicago"; “Matchmaker” de "Um Violinista no Telhado" e “Feed Me” de "A Pequena Loja de Horrores". Outros números surgiram de acordo com ideias e sugestões de Reiner e João Fonseca, conforme a concepção que eles tinham para o espetáculo, mas ainda assim houve espaço para que os atores também sugerissem e opinassem. O diretor conta que foi um processo bem tranquilo, onde o elenco convidado pode se sentir à vontade fazendo cada um de seus números.


"Tudo Ao Contrário" marca outra parceria entre Reiner e João Fonseca. Trabalhando juntos desde 2011, o primeiro contato veio quando João dirigiu “Tim Maia, Vale Tudo – O Musical” no qual Reiner fazia parte do elenco. De lá pra cá, Reiner foi dirigido pelas talentosas mãos de João Fonseca em “O Grande Circo Místico”; “Bilac Vê Estrelas” e a peça “A Reunificação” que tem estreia prevista para junho. Reiner também fez a preparação de atores de “Rock In Rio – O Musical” e “Cazuza, Pro Dia Nascer Feliz – O Musical”, montagens que Joao foi o diretor, além disso, juntos, a dupla produziu “Godspell” no ano passado. Com esse novo projeto, a parceria profissional se estreita cada vez mais. Perguntado sobre a intenção da realização de outras realizações do evento, Reiner não esconde o desejo da dupla de torná-lo um evento anual no Rio de Janeiro.
 

Reiner Tenente em cena em “Tim Maia, Vale Tudo – O Musical”, início da parceria com o diretor João Fonseca.


Tanto empenho na realização do evento vem pelo fato de Reiner acreditar na proposta de "Tudo Ao Contrário" como um serviço da arte em favor da sociedade. O ator acredita que toda manifestação artística existe para tocar uma plateia/público e transformá-la: "Mesmo que seja só para entreter, porque entretenimento também é uma formar de transformar a plateia: mudar o ânimo, o humor dela.” Com essa ideia, Reiner acredita que o artista faz sua arte para o outro e movido por isso, ele e todo elenco se dispôs a erguer esse projeto, afirmando que o tem movido cada artista é o fato de acreditarem nessa causa.


O ator ainda diz que a arte é feita para gerar questionamentos e reflexões, para tocar o outro e diante disso, o artista tem sempre que ter um papel diante das questões sociais. Em “Tudo Ao Contrário” os artistas estão se apresentando sem receber cachê e não há grandes patrocínios: “Não tem nada na frente motivando esse trabalho: não tem dinheiro, não tem nada além do amor pelo ofício da arte, pela Sociedade Viva Cazua e pela simples vontade de querer fazer acontecer ”. Esse senso de responsabilidade social acredita o ator, legitima a arte enquanto seu potencial transformador.


Sem dúvidas, a noite da próxima quarta-feira, dia 6 de Abril, será um marco dentro da história do Teatro Musical Brasileiro. Entre os números preparados estão “Maria” de "West Side Story" cantado por Marya Bravo; “Folhetim” de "Ópera do Malandro" cantado por Gabriel Leone; “I Dreamed a Dream” de "Les Misérables" por Tiago Abravanel; “Being Alive” de "Company" por Claudia Netto; “Muchachas de Copacabana” de "Ópera do Malandro" e uma cena de "Wicked" em que Reiner e Ícaro Silva farão as vozes de Elphaba e Glinda. Reiner conta que o será um show no mínimo surpreendente por propor números inesperados em situações inesperadas, sobretudo com a inversão dos gêneros. Pra quem se interessou, não deixe de prestigiar e colaborar com a causa.

 

SERVIÇO 
Teatro Municipal Carlos Gomes (Rua Pedro 1°, n° 4 - Praça Tiradentes s/n -Centro - Rio de Janeiro – RJ)
Dia 6 de Abril, quarta-feira às 20h
Vendas online pelo site Compre Ingressos

 

Please reload