Wilkommen, Bienvenue, Welcome, Bem Vindos ao Cabaret

4/4/2016

Com a primeira aparição no “The Great White Way” em 1966, ‘Cabaret’ é baseado no tempos em que o escritor Christoper Isherwood rondava pelos clubes boêmios, no início dos anos de 1930. Com a corrupção e a exploração sexual como enfoque, o musical conta a hisória de Sally Bowles, uma prostituta em treinamento e seu novo “cliente”, o tímido Cliff. Cliff segue Sally até o Kit Kat Klub, um cabaret decadente comandado pelo extravagante mestre de cerimonias Emcee.

Cabaret esteve em cartaz por duas semanas no The Private Bank Theater em Chicago. Fui assistir a versão americana pela primeira vez. Até então, eu só havia assistido a versão brasileira, em São Paulo com Cláudia Raia e Jarbas Homem de Melo. 

O espetáculo em um palco sem cortinas começou com as atrizes no palco, como se estivessem “se alongando” antes do espetáculo, deixando a plateia com aquela dúvida, de se que aquilo fazia parte da peça ou não, de repente a música começa e Emcee (Randy Harrison) da o ar da graça, com certeza meu personagem favorito neste musical, gosto da ousadia, autenticidade, humor e o jeito como ele quebra a “4ª Parede”. Gostei muito do Emcee do Jarbas no Brasil e aqui, não foi diferente: Harrison, se transforma dando vida a esse personagem tão marcante dos musicais. 

Sally Bowles (Andrea Goss) a protagonista, sexy e autodestrutiva prostituta do Kit Kat Klub, impressiona, Andrea é a atriz mais baixa do elenco, depois de ter visto Claudia Raia e suas longas pernas no papel, fiquei bastante “confusa” no começo, achei que Andrea não combinava no papel, porque já via Sally como uma mulher grande, com enorme presença, mas passados alguns minutos, pude ver toda a potência da voz e o talento da atriz. 

O que mais me impressionou na versão americana do espetáculo, é que a orquestra é composta pelos próprios atores do espetáculo, foi montado um segundo piso no palco onde ficavam os instrumentos, os atores subiam e desciam a todo o momento entrando e saindo de cena, entrando e saindo da orquestra, os mesmos que estavam tocando os instrumentos logo depois estavam dançando e cantando. 

Se você estiver nos Estados Unidos e a turnê de ‘Cabaret’ estiver em cartaz na cidade que você estiver passando, não deixe de conferir!

 

Please reload