Especial Wicked - Música além dos Palcos, Os covers de Wicked

31/3/2016

Não apenas pela história, pelos figurinos, pelos cenários, luzes e cores que "Wicked" atrai fãs pelo mundo todo, as músicas de Stephen Schwartz sem dúvida são um forte atrativo do musical. Sua trilha é obrigatória no iPod/Spotify de cada um, e não se contentando apenas com o Original Cast Recording, a busca por novas versões é insaciável. E da mesma forma que tem gente para ouvir, todos querem gravar pelo menos uma versão de alguma música. Por isso, o Backstage Musical decidiu selecionar alguns de nossos covers favoritos, ou que foram importantes para a história do espetáculo.

 

Um dos covers que mais popularizou o musical "Wicked" foi o da série Glee. Na primeira temporada da série, Rachel Berry (Lea Michele) e Kurt Hummel (Chris Colfer) duetam o grande solo "Defying Gravity". Essa performance levou diversos fãs da série a começar a se interessar por esse musical e por teatro em geral, tendo uma significativa importância na popularidade de "Wicked".

Aliás, se continuarmos a vasculhar pela série da FOX, veremos que Glee flertou com "Wicked" em outras oportunidades: Na segunda temporada, Rachel e Kurt fizeram uma performance de "For Good" no palco do Gershwin Theatre, onde o musical está atualmente em cartaz em New York. Além disso, na quinta temporada houve outro versão de "Defying Gravity", dessa vez com Mercedes (Amber Riley) participando da batalha também.

 

O youtuber Peter Hollens, que faz sucesso com seus vídeos de versões a capella de músicas famosas, produziu um medley com as músicas mais conhecidas de "Wicked" e para isso chamou Nick Pitera, famoso por seus covers que publica no YouTube, em especial os vídeos em que interpreta diversos personagens de um mesmo musical ao mesmo tempo, como em "One Man The Lion King", "One Man Les Miserábles" e "One Man Newsies". Vale lembrar que alguns anos antes, Nick fez um dueto de "For Good" junto de Sam Tsui.

Seguindo a ideia dos medleys , a youtuber Heather Traska caprichou em seu cover em estilo "One Woman". Outra youtuber que apostou em um medley com as músicas de "Wicked" foi Kayleigh Ann Strong que o fez ao lado de Joel Merry fazendo os papéis masculinos de Fiyero e Boq.

Encerrando os medleys um que merece destaque é o de Bethany Mo, que não apenas propôs um mix entre as músicas de "Wicked", mas também as uniu as músicas do clássico que o originou: em um vídeo de pouco mais de 10 minutos a youtuber uniu as canções de "O Mágico de Oz" e criou um emocionante cover unindo as histórias de Glinda, Elphaba e Dorothy.

 

 

 

Kerry Ellis é atualmente um dos grandes nomes do teatro musical londrino. A atriz já protagonizou diversas produções, como "Cats"; "We Will Rock You"; "Oliver"; "Les Misérables" e "Wicked". Entretanto, a cantora não é popular apenas entre os fãs de Teatro Musical, a partir de sua participação em "WWRY", onde interpretava Meat Loaf, Kerry começou uma parceria com o guitarrista Brian May, da banda Queen: Brian produziu o primeiro CD solo da cantora, nominado de "Wicked in Rock", onde "Defying Gravity" e "I'm Not That Girl" ganharam uma cara nova, com rock do estilo Queen.

No pop, "Wicked" foi representado por MIKA e Ariana Grande, que juntos fizeram uma versão de "Popular", encaixando em um contexto bem diferente. Essa gravação pode ser encontrada no CD comemorativo de 10 anos do espetáculo, lançado em 2013, onde além da gravação original, há faixas com versões em outras línguas.

Samantha Barks, conhecida por interpretar a personagem Éponine no filme de "Les Miserábles", começou sua carreira no programa "I'd Do Anything", onde selecionava a atriz que iria interpretar a personagem Nancy, no revival londrino de "Oliver!", produzido por Andrew Lloyd Webber. Apesar se não ter vencido o show, sua performance da música "Defying Gravity" acabou se tornando a mais popular do reality, onde a atriz conhece Idina Menzel e estuda a música com ela.

Outra participante de "I'd Do Anything", foi Rackel Tucker. Apesar de não ter tido o melhor desempenho possível no show, a atriz se tornou uma das Elphabas preferidas dos fãs de "Wicked", estreando em março de 2010, em Londres, e atualmente em cartaz na Broadway no papel da bruxa verde. Em 2013, a atriz lançou seu primeiro CD solo, "The Reason", onde interpreta uma belíssima versão de "Defying Gravity".

A MCC Theatre promove todo ano, em Nova York, um evento onde estrelas do teatro musical se reúnem para cantar músicas que normalmente não poderiam cantar em um espetáculo, as mulheres cantam solos masculinos e os homens os femininos. Em 2009, o musical "Wicked" foi representado com dois de seus Fiyeros mais famosos, Norbert Leo Butz, que originou o personagem, e Aaron Tveit, que dispensa apresentações. Os dois duetaram uma divertida versão de "What Is This Feeling".

Logicamente nós não podíamos deixar de lado as versões criadas por elencos de outros espetáculos musicais. Uma divertida paródia de "Popular" foi feita pelo elenco de Avenue Q (que ironicamente tirou o Tony de melhor musical de "Wicked"), onde Kate Monster dá dicas de popularidade para seu amigo peludo Trekkie Monster.

Por fim, o sucesso do musical é tanto que está sendo produzido um CD especialmente com versões reimaginadas das musicas do espetáculo com novos arranjos por Bem Cohn, cantadas por antigos membros do elenco de "Wicked. Intitulado de "Out Of Oz" (que coincidentemente é o nome do quarto e último livro da série que inspirou o musical), já foram divulgadas versões de "Popular" por Aaron Tveit, e os dueto de "I’m Not That Girl" entre Kara Lindsay e Rachel Tucker e "Defying Gravity" entre Tucker e Tveit. O álbum que está sendo gravado em estúdio com uma vibe mais acústica promete causar um novo frenesi entre os Wickers de plantão.

 

 

Please reload