Ana Luiza Ferreira: A Postulante que está com Tudo

23/10/2015

Foto: arquivo pessoal

 

Na última semana, ocorreu em São Paulo a cerimônia de premiação do 3o Prêmio Bibi Ferreira. No evento, foram premiados os grandes destaques da temporada paulista de Teatro Musical no período de 1 de julho 2014 a 30 de junho de 2015 e, entre os destaques da noite Ana Luiza Ferreira, atriz em cartaz no musical “Mudança de Hábito”, foi premiada como Atriz Revelação.

 

Curioso pensar que a história da personagem de Ana Luiza em muito se assemelha com a sua própria história pessoal: em ‘Mudança’, a Irmã Maria Roberta é uma postulante à ordenação e sacerdócio, ou seja, uma noviça, alguém que ainda está começando sua “carreira” dentro do convento Rainha do Anjos, e no desenrolar da história, se torna o destaque com sua voz e rebolado angelical. Em seu primeiro trabalho profissional, buscando seu lugar ao sol no eixo dos grandes musicais, a performance da carioca é sem dúvidas, um dos pontos fortes da produção.

 

Com apenas 23 anos, Ana Luiza conquistou o carisma da crítica e do público como a doce Irmã Maria Roberta no musical produzido pela Time For Fun Entretenimento. Muito feliz com a conquista, a atriz conversou com o Backs contando um pouco da sua história e dessa grande mudança de hábito que sua vida passou nos últimos meses.

 Em cena como a Irmã Maria Roberta, soltando a voz. Crédito: Divulgação

 

Ana começou seus estudos ainda muito nova: Com 10 anos ela já fazia aulas de canto como hobby e, quando ela pode integrar a montagem de “Rent!” aos 14 anos dentro do curso de canto, descobriu o Teatro Musical dando voz a Maureen. “Não teve mais volta!", conta a atriz que foi fascinada pelos musicais, mudando todo seu foco da música popular e ensaios com bandas para os showtunes e aulas de teatro.

 

Os estudos levaram Ana Luiza além da cidade maravilhosa. Na época em que seus colegas de sala se preparavam para o vestibular, ela decidiu que deveria buscar cursos profissionalizantes em Nova Iorque, a “meca dos musicais”, como ela mesmo aponta, em que morou por dois anos. A atriz ressalta que, para além da experiência dos estudos, o tempo morando na cidade foi de todo proveitoso pela imersão constante em meio ao Teatro Musical. “Em NY você respira arte a cada esquina. Foram dois anos intensos de muito estudo e muita pesquisa de campo.”, destaca a atriz que sempre que podia assistia os diversos musicais em cartaz na Broadway.

 

De volta ao Rio, Ana chegou ainda a cursar Propaganda e Marketing e foi na faculdade que recebeu a notícia de que tinha passado nas audições de ‘Mudança’. “Comecei a gritar no meio do corredor e a sorte é que só tinham umas duas pessoas da minha sala que não entenderam nada”, conta a atriz que, na mesma hora ligou para sua mãe e juntas, choraram ao telefone.

 

De lá pra cá, foram oito meses (fora temporada de ensaios) morando em São Paulo, dando vida a Irmã Maria Roberta no musical composto por Alan Menken. Para Ana Luiza, essa tem sido uma das experiências mais maravilhosas de sua vida, e em cada apresentação tem tirado o máximo de proveito, se divertido dentro e fora do palco. A atriz ressalta ainda a responsabilidade de em seu primeiro trabalho profissional interpretar uma personagem tão significativa dentro da história: o desafio a impulsionou estar focada e confiante em seu trabalho, mas ao mesmo tempo dedicar-se nos ensaios, que ainda ocorrem durante a temporada. Com a temporada estendida até dia de 20 de dezembro, “Mudança de Hábito” é um musical que exige muito dos artistas para que a qualidade do espetáculo se mantenha. “A direção residente do espetáculo assiste ao musical todos os dias e nos dá feedback diário do que está bom, do que pode ficar melhor, do que tá saindo do eixo. Quando sentem a necessidade de limpar alguma cena, ou coreografia, são marcados os ensaios de manutenção”, revela.

 

Fora os ensaios extras, a rotina de preparação do espetáculo incluiu aquecimento corporal e vocal a cada dia. Quem já viu Ana Luzia em cena com seus agudos que levam o público ao paraíso, nem imagina o cuidado da atriz para fazer tudo com excelência: Ana Luiza é mezo-soprano/belter e devido a sua partitura bem difícil, o preparo pessoal também se tornou rotina. Disciplinada, ela faz aulas de canto regularmente e exercícios de fonoterapia e, ainda incluiu a academia no seu dia a dia para ajudar no condicionamento físico. Fora do teatro, busca descansar o máximo possível, corpo e voz, para estar bem disposta para as sete sessões semanais. Para relaxar a atriz se dedica a leitura, séries de TV, cinema e fotografia.

 Emocionada, Ana Luiza Ferreira recebe o Bibi Ferreira de Atriz Revelação. Crédito: Cena Musical

 

Todo esmero e profissionalismo foram recompensados com o reconhecimento da crítica diante de sua conquista do Prêmio Bibi Ferreira. Para Ana Luiza, a indicação em si já foi motivo de festa, e ter ganhado foi a consolidação de que valeu a pena, “de que estou no caminho certo”, completa.

 

A dedicação é marca da atriz e sendo assim, ela aconselha àqueles que querem entrar no mercado a sempre estudarem muito e se desenvolver constantemente como artista. Ana trabalhou na biblioteca da AMDA (American Music and Dramatic Academy), durante o tempo em que residia em Nova Iorque, o que deu a ela acesso a muito material. “A gente dizia sempre em NY “Hard work beats talent when talent doesn’t work – O esforço supera o talento, quando o talento não se esforça” e é bem isso mesmo. Trace seus objetivos e persista nos seus sonhos.”, aconselha a vencedora do Prêmio Bibi Ferreira.

Please reload