Les Misérables Comemora 30 Anos

8/10/2015

Montagem por: Backstage Musical

 

Milhões de pessoas por todo o mundo já se emocionaram com a comovente história de Jean Valjean, Cosette, Fantine, Éponine e dos jovens franceses revolucionários. Esse clássico do Teatro Musical mundial está completando hoje, dia 8, 30 anos da sua estreia da montagem original, em Londres.


Les Misérables é baseado no romance do escritor francês Victor Hugo, e tem como plano de fundo a França entre o período Napoleônico e a volta da monarquia, girando entorno da história de Jean Valjean, um ex-prisioneiro que após conhecer um bispo tem seu destino e visão de mundo mudados.


Atualmente em cartaz no Broadway em NY, no Imperial Theatre, a produção tem sido um revival glorioso, conquistando a crítica especializada e o público. Como forma de comemorar, a sessão de hoje será carregada de surpresas, começando com a presença de alguns convidados especiais, entre eles Colm Wilkinson, Roger Allam, Frances Ruffelle, Alfie Boe, John Owen-Jones e Gerónimo Rauch, para uma apresentação ao final do espetáculo. Os disputadíssimos ingressos para a apresentação foram sorteados entre os fãs do musical em uma loteria no dia 2 deste mês, onde o renda gera pela vendo dos 450 ingressos vendidos será destinado a fundação Save The Children Syria Children's Appeal.
Comemorações nesse estilo ocorreram em 1995 e 2010, onde o espetáculo celebrava 10 e 25 anos respectivamente, com apresentações em formato de concerto filmadas e lançadas em VHS e DVD. Os elencos contavam com Lea Salonga, Alfie Boe, Samantha Barks, Norm Lewis, Nick Jonas, Ramin Karimloo entre outros grandes nomes.


Atualmente, Les Miserables, é o quarto musical a mais tempo em cartaz na Broadway, atrás apenas de The Phantom of The Opera, Chicago e Cats. A produção em cartaz em Nova York teve estreia em 2014, concorrendo ao Tony Award de Melhor Revival de um Musical (perdendo para “Hedwig And The Angry Inch”), com figurinos e cenários todos reformulados, assinados por Matt Kinley, cenógrafo renomado que inclusive, foi o responsável pelos cenários das produções brasileiras de “Homem de La Mancha” e 
“Chaplin, O Musical”.

 

 

Em 2012 o musical finalmente ganhou sua versão cinematográfica, muito aclamada pela crítica com direção de Tom Hooper. Fazendo história por ser o primeiro filme musical com todas as músicas gravadas ao vivo durante as filmagens das cenas, o que acabou vindo a influenciar outros adaptações para cinema com “Into The Woods” e “ A Bela e A Fera”. A produção carregou grandes nomes do cinema como Hugh Jackman (ValJean), Anne Hathaway (Fantine) e Russell Crow (Javert), Sacha Baron Cohen (Mounsier. Thénardier) e Helena Bonham Carter (Madame Thénardier), além da participação de rostos conhecidos do teatro musical, como Samantha Barks (Eponine), Aaron Tveit (Enjolras) e Hadley Fraser (Guarda). O filme recebeu 8 indiciçãoes ao Oscar daquele ano, incluindo o de melhor filme, faturando no total 3 estatuetas: Melhor Mixagem de Som, Melhor Maquiagem e Melhor Atriz Coadjuvante para Anne Hathaway.
 

No Brasil, Les Misérables estreou em 2001, como uma co-produção entre o produtor Cameron Macintosh e a CIE Brasil, que mais tarde viria se tornar a Time For Fun, marcando o início de uma nova era do Teatro Musical Brasileiro, sendo a primeira de uma sequência de grandes produções no país, um divisor de águas. Em cartaz no Teatro Abril, o musical e revelou alguns dos nossos maiores nomes como Alessandra Maestrini (Fantine), Marcos Tumura (ValJean), Saulo Vasconcelos (Javert), Fred Silveira (Marius), Sara Sarres (Cosette), Ester Elias (Eponine) , além de Paula Capovilla, Jarbas Homem de Mello, Andrezza Massei, Ivan Parente e Simone Gutierrez entre tantos outros. A direção residente ficou a encargo do argentino Mariano Detry, que atualmente assinou a direção de “Chaplin, O Musical”.


A importância desse musical para a história do Teatro Musical Brasileiro se tornou mote para uma homenagem dentro do Prêmio Bibi Ferreira no ano passado, onde a produção brasileira, fez performance emocionante da música “One Day More”, reunindo grande parte do elenco original.

 

 

Please reload