Um Gigolô, suas Memórias e o Backs

7/10/2015

 

 Foto: Divulgação.

 

Com lançamento envolto em uma polêmica em São Paulo, pois uma ação judicial vedava a participação dos atores mirins Matheus Braga, 13 anos, e Kaleb Figueiredo, 10 anos no espetáculo, “Memórias de um Gigolô”, dirigido por Miguel Falabella, chega ao Rio de Janeiro nos palcos do Oi Casagrande. 

Inspirada na obra de Marcos Rey, e adaptada pelo próprio Falabella, o musical conta a história de Mariano (Leonardo Miggiorin), o narrador da história, que através de suas lembranças traça sua vivência de órfão, criado em um bordel da cidade de São Paulo dos anos 1930 e 1940, por uma cartomante que lhe ensinara a arte de enganar as pessoas. Com o falecimento da tal “La Buena Dicha” ( Mariana Baltar), o pequeno vai morar no tal bordel e é criado pela dona do local, a divertida Madame Iara (Alessandra Verney). Na "casa de facilidades", ele conhece mulheres, aprende golpes, e precisa dividir sua repentina paixão pela recém-chegada Guadalupe (Mariana Rios) com o vilão da história, Esmeraldo (Marcelo Serrado), disposto a tudo para que sua “funcionária” e amante não abandone a vida na noite por uma paixão com Mariano.

As canções do espetáculo são originais, e foram escritas pelo próprio Falabella, junto de Josimar Carneiro, que também assina a direção musical do espetáculo. Nelas conhecemos um pouco mais dos personagens, vivendo em plena época cafeeira da cidade de São Paulo, assim como o aumento da produção industrial. Uma excelente forma de contar ao público um pouco da história do nosso país de uma maneira criativa.

Com grandes figurinos, a comédia 100% nacional diverte o público em parte pelas malandragens de seus personagens, e timing cômico de Serrado, que consegue levar muitos de seus trejeitos já conhecidos do público por conta de seus trabalhos na televisão para seu Esmeraldo, até mesmo fazendo algumas referências aos problemas do políticos do país atualmente.

A mistura de sedução, malandragem, luxúria e história, transformam o espetáculo em um grande circo, passado quase que inteiramente dentro do “Império”, a casa que Madama Iara comanda, e que lembra muito os cenários dos antigos cassinos, com suas escadarias e luzes. Figurinos e cenários que trocam a todo instante, também imprimem ao musical toda a grandiosidade da época em que se passa.

Uma curiosidade, é que o mesmo livro de Marcos Rey já foi adaptado anteriormente para uma série de tv em 1986, com texto do próprio Rey, Walter Avancini e George Durst. Com diferenças de mídias, a peça traz mais um capítulo na produção de nossos musicais nacionais, que começam a andar com suas próprias pernas, usando textos brasileiros para se basearem, e incluindo canções originais. Falabella assumiu em entrevista que ainda assim, se inspirou em musicais da Broadway para dirigir “Memórias...”, porém, é mais um passo importante começar a criar suas próprias características nas produções autorais nesse ramo que vem crescendo desde o irrompamos de "Os Miseráveis", em 2001.

“Memórias de um Gigolô” fica em cartaz no Teatro Oi Casagrande para curtíssima temporada até dia 17 de outubro! É um bom exemplo de trabalho nacional.

 

Foto: Divulgação.

SERVIÇO 
Teatro Oi Casa Grande (Av. Afrânio de Melo Franco 290, no Shopping Leblon) 
Temporada: De 2 até 17 de outubro de 2015
Horário: qui e sex 21h | sáb 18h , 21h30 | dom 18h
Ingresso: R$ 50.00 (R$ 50 (balcão setor 3), R$ 100 (qui e sex, balcão setor 2), R$ 120 (sáb e dom, balcão setor 2, e qui e sex, plateia setor 1), R$ 140 (sáb e dom, plateia setor 1, e qui e sex, plateia vip e camarote) e R$ 160 (sáb e dom, plateia vip e camarote).
Vendas Online: Ingresso.com
Tempo de Duração: 130 minutos
Classificação: Não recomendado para menores de 10 anos

Informações: (21)2511.0800

 

Please reload