Adorável Vagabundo!

22/6/2015

É sempre bom quando surgem no teatro espetáculos originais. Isso além de dar a oportunidade do público descobrir novas histórias, também permite que atores e escritores, além de toda a equipe, possam mostrar um trabalho autoral hora ou outra, e muitas vezes surpreender o público, que tenta fugir um pouco das biografias que têm chegado aos palcos nacionais.

 

Conheçam Cristóvão Gerônimo (Thiago Pach), um "bebum" da Europa Medieval, que vive caído pelas ruas, sempre bebendo, zonzo, e arrumando confusão. Certo dia para sua sorte (ou azar), cruza o caminho dele o nobre Lorde de Wincot (Wendell Bendelack, ótimo!), entediado com sua vida vazia e sem emoções. Essa união é o mote para a divertida história da comédia infanto-juvenil "Todo Vagabundo Tem Seu Dia de Glória". O Lorde aproveita que Gerônimo está desacordado, e pede aos seus criados que o levem até seus luxuosos aposentos no palácio. Lá, ele fará de tudo para que ao acordar, miserável seja convencido de que era um milionário. Assim, Wincot pede pra que todos seus lacaios entrem na farsa, e confundam o pobre homem ao máximo.

 

Com músicas que resgatam a alma dessa época, e todas as características que mais se destacam nos gêneros da farsa e da commedia dell'arte, a história escrita pelo próprio Pach (que assina também a direção ao lado de Andren Alves- Ator indicado ao Bibi Ferreirs), e aplicando realismo artesanal às cenas, o espetáculo é um show para os olhos e ouvidos. Elenco afiado, com uma noção de espaço cênico que parece fazer o estreito e aconchegante  palco do Oi Futuro Flamengo dobrar de dimensão. A química perfeita entre os artistas em cena, os músicos e todos os cantos do teatro, transforma a história desse adorável vagabundo em algo mais grandioso do que se propunha no começo do espetáculo.

 

Tudo ali parece perfeitamente coreografado e estudado. A ambientação medieval, os trajes (o figurino é impecável!), além da perfeita caracterização de todos os personagens desse conto que demorou 10 anos par ganhar vida nos palcos. Um sonho antigo de Thiago Pach, que se inspirou em “A Megera Domada” de William Shakespeare.

 

O musical aborda vários assuntos, como o valor da ética, a descoberta do amor, a saudade e o papel da arte na formação do indivíduo. Dez anos depois de ter escrito o texto, descobri que hoje eu gostaria de falar bem mais do que coloquei no papel.” – diz Pach.

O afiado elenco conta com oito atores, que são Tauã Delmiro, Raquel Botafogo, Renata Celidonio , Felipe Frazão, Aline Carrocino e Tom Carvalho, além de Bendelack e Pach, já citados. É um espetáculo apaixonante, com todas as cores e peripécias que esse tipo de história exige, e que aqui, a equipe se saiu perfeitamente bem em cada detalhe dessa composição.  Isso tudo apoiado no cenário e figurino de Marcelo Marques, e a direção de movimentos e coreografias de Sueli Guerra. Uma peça imperdível! E que estará apenas até agosto no Oi Futuro!

 

Que esse vagabundo ainda trabalhe muito por aí, pois sua história merece e deve ser muito conhecida!

5 MOTIVOS PARA VOCÊ NÃO PERDER:

1) As músicas são divertidas e ficam na cabeça!

2) Apesar da época, o humor visto na peça, principalmente nos personagens de Wendell Bendelack e Felipe Frazão é bem atual.  Dobradinha de Frazão e Pach é divertidíssima!

3) É o tipo de espetáculo que o tempo passa voando.

4) É um belo exemplar de commedia dell'arte para quem está estudando, ou tem admiração por esse gênero.

5) É uma história que, mesmo sendo inspirada em outro texto, tem o frescor da originalidade.

 

Foto de estúdio: Marcus Gullo
Fotos de cena: Chico Lima

 

SERVIÇO

Temporada até dia 9 de agosto

Aos sábados e domingos, as 16h

No Teatro Oi Futuro Flamengo, 7º andar
Entrada: R$ 15,00 |

Classificação etária: livre (indicado para maiores de 8 anos)
Bilheteria: terça a domingo de 14h às 20h

Vendas online: www.ingressorapido.com

Please reload