S’Imbora, O Musical : Pilantragem com Malemolência e Emoção

30/4/2015

A história começa tensa. Dois investigadores discutem sobre a inocência de Simonal. Após alguns rombos no orçamento de sua produtora, e tudo levando a crer que foi golpe do contador, desconfia-se que o cantor organizou um “susto” no homem, com a ajuda de policiais do DOPS. A partir dali, sua carreira afundou de vez, e Simonal levou a fama de ter ordenado a tortura.

 

Mas isso é só o começo tenso. A partir daí, entra em cena Ícaro Silva (impressionante), e o clima da peça é de festa. Com texto de Nelson Motta e Patrícia Andrade, e direção segura de Pedro Brício, o musical tem em seu diferencial o fato de não apenas jogar as músicas da carreira de Simonal em cena. Não se trata de um show, e sim de uma bela história, cheia de polêmicas e amores. Assim como em Chacrinha, S’imbora usa as músicas de forma bem inseridas. Tudo vira um grande show, onde conhecemos um pouco da personalidade deste ícone, e ainda desvendamos alguns fatos históricos dos bastidores da TV e dos grandes festivais da época.

Tudo é pontuado pela também ótima interpretação do ator Thelmo Fernandes, como Carlos Imperial, grande apresentador e produtor, que lançou muitos dos ícones de nossa música em seus programas televisivos. Imperial, com seu jeito extrovertido e malandro, nos pontua as fases da vida de Simonal; sempre presente como amigo e encorajador do cantor, além se ser o principal compositor das canções de maior sucesso de sua carreira. O ensemble também merece destaque: Victor Maia (com covers hilários de Eduardo Araújo e Roberto Carlos), e Gabriela Carneiro da Cunha, como Tereza (esposa de Simonal). E sobra espaço na narrativa do musical para contar alguns momentos históricos da carreira do cantor, como o enorme show no Maracanãzinho, quando ele entrou antes de Sérgio Mendes, e fez um show tão caloroso com o público presente, que Mendes desistiu de se apresentar!

 

O cenário, que utiliza projeções como auxílio em alguns clipes musicais, também consegue impressionar pela grandiosidade. Tudo é bem colocado, e os números musicais como os das canções “Carango”, se tornam ainda mais belos. Misturando emoção, história e comédia, o musical é surpreendente por ser tão objetivo e tão rico. Que unindo-se à uma trilha sonora deliciosamente marcante, completam o espetáculo.

 

SERVIÇO 

S’Imbora, O Musical – A História da Wilson Simonal

Temporada de 17 de abril a 31 de maio

Teatro João Caetano (Praça Tiradentes, s/n, Centro)

Quintas a Sábado as 20h e aos Domingos as 18h

Ingressos:

Bilheteria do Teatro: 3a –Domingo das 14h as 18h (ou até o início da sessão)

Online: www.compreingressos.com

Investimento: Quinta $70,00 (Plateia) $60,00 (Balcão Nobre), $ 50,00 (Balcão Simples)

Sexta- Domingo $100,00 (Plateia) $80,00 (Balcão Nobre), $ 50,00 (Balcão Simples)

Classificação etária: 12 anos | 2h40 de Duração, com intervalo | 1139 lugares

 

 

Please reload