Dia Feliz: Um Stand Up Musical

15/4/2015

Dois amigos que reúnem músicas típicas de suas juventudes e as cantam em sketchs teatrais. É essa e tão simplesmente essa a proposta do espetáculo “Dia Feliz”, protagonizado por Marcos Tumura e Fabio Yoshihara. “Eu e o Fábio somos amigos desde o RENT!, em 99. O projeto começou lá na época do Fantasma, em 2005. Eu e o Fábio estávamos cansados de cantar aquela música do espetáculo toda noite e queríamos tentar algo diferente”, explica Tumura. “A gente começou a inventar pequenas histórias e associá-las a músicas bregas dos anos 70 em conversas de coxia mesmo, durante o intervalo, se trocando para “Carnaval”, a abertura do segundo ato”, revela Fábio.

 

O show foi se montando pouco a pouco, em pequenas conversas, juntamente com o ator Jonathas Jorba. Os 3 atores foram recebendo propostas de diversos tipos para montar o espetáculo, como para instituições beneficientes, de caridade ou até mesmo para apoiar amigos e amigas que se encontravam em momento de dificuldades financeiras e de saúde. Após quase 10 anos da concepção do espetáculo, o stand-up musical “Dia Feliz” finalmente entra em sua primeira temporada, porém sem Jorba (este se encontra no elenco de Chacrinha - O Musical).

Quanto ao espetáculo, deve-se dizer que não somente o público se diverte, mas como os atores claramente estão em uma grande brincadeira. Do toque dos 3 sinais até o cair do pano, absolutamente tudo é engraçado. Para os fãs do trabalho de Tumura, é chocante ver Jean Valjean travestido em um palco, cantando música popular brasileira. Fabio revela sua face cômica, ótima por sinal, jamais antes revelada ao público. Ambos entram em uma perfeita sintonia e criam um espetáculo único por noite. As felizetes, interpretadas por Sabrina Mirabelli e Carina Angélica, dão um toque de programa de domingo à noite ao show, o que complementa o espetáculo. Há interações diretas com o público: é maravilhoso ver a reação da plateia quando alguém desce do palco para procurar quem irá subir no palco para o próximo número.

 

 “Dia Feliz” é um espetáculo longe de ter grandes cenários, com figurinos escandalosos, mas cativa o público e faz rir. Tão feliz quanto é o espetáculo, será o espectador que se permitir entrar na magia dele. Tumura e Yoshihara estão de parabéns!

 

Please reload