Visite as Locações de A Noviça Rebelde com Julie Andrews

11/4/2015

O ano de 2015 tem sido um marco para o filme “The Sound of Music”, aqui no Brasil chamado de “A Noviça Rebelde”. Protagonizado por Julie Andrews, o filme completou 50 anos esse ano e as homenagens e comemorações não param: Na 87a cerimônia de premiação do Oscar, Lady Gaga cantou as músicas do filme em um medley que fez até Julie Andrews chorar. Nós do Backstage Musical também preparamos um especial sobre o filme e musical.

 

No embalo das comemorações, a ABC Television preparou um documentário em celebração ao clássico do cinema. Intitulado de “The Untold Story of The Sound of Music”, ou seja, “A História não contada de A Noviça Rebelde”, o especial conta com Diane Sawyer mostrando as locações onde o filme foi gravado em Salzburg, na Áustria, com a ilustre presença de Julie Andrews.

 

Parte do filme foi gravada em estúdios em Los Angeles, como as cenas no quarto de Maria e cenas internas do convento. No entanto a maioria das cenas foram feitas na Áustria e nos alpes suíços/austríacos. Até hoje, a maioria desses locais está aberto a visitação e atraem uma série de turistas que fazem questão de conferir cada detalhe do filme, muitas vezes reproduzindo suas cenas favoritas.

Um dos locais disponíveis para visitação é o palácio de Mirabell, onde foram gravadas as divertidas cenas de “Do Re Mi”: ao ver as fotos do local, impossível não lembrar dos detalhes. Outro lugar interessante é a praça Residentzplatz em que foi gravado “I Have Confidence”. A igreja onde foi gravada o casamento de Maria com o Capitão Von Trapp, a Igreja Sankt Michael (localizada na pequena cidade de Mondsee) também está aberta a turistas e no documentário da ABC, Julie Andrews refaz o caminho até o altar. A abadia Nonnberg, onde foram gravadas as cenas externas do convento, não é aberta aos turistas justamente pelo fato de ainda ser um convento onde freiras (e noviças) vivem em regime interno. Já no Palácio Leopoldskron, que serviu como a residência da Família Von Trapp no filme, é possível ser hospedar em uma das doze suítes e até agendar festa de casamento.

Outro palácio utilizado nas filmagens foi o Hellbrunn, em qual a produção construiu o famoso gazebo de vidro em que Liesl e Rolf cantam e dançam “Sixteen going on Seventeen”. Há ainda opções de turismo pela cidade com guias e ônibus personalizados visitando as locações e até mesmo passeios de charretes. No entanto, um local icônico não está disponível para visitações: a fazenda onde foi gravada a cena inicial na qual Andrews canta a canção tema com os alpes suíços ao fundo, mas no documentário é possível adentrar no local e conhecer detalhes da gravação de uma das cenas mais emblemáticas do cinema.

O especial foi ao ar na quarta-feira, dia 18 de março, apenas na TV americana, porém como consolo para nós que não tivemos a chance de ver o documentário pela televisão, parte dele está disponível no YouTube no canal da ABC. Já a Fox Home, distribuidora da 20th Century Fox prepara-se para o lançamento de uma edição comemorativa de DVD e Blue Ray contendo uma série de especiais e extras, incluindo o documentário The Sound of a City: Julie Andrews returns to Salzburg.

 

 

Please reload