Debute musical: 15 anos da estreia de Aida

23/3/2015

Foi num dia 23 de março, mais precisamente no ano de 2000, que estreava na Broadway um dos mais conhecidos musicais contemporâneos: Aida. O musical tem libreto de Linda Woolverton, Robert Falls e David Henry Hwang, música de Elton John e letras de Tim Rice. 


A história, adaptada da ópera Aida, de1871, de Giuseppe Verdi, fala sobre o amor entre Radamés, um capitão egípcio, e Aída, princesa de Núbia. Radamés é indicado por seu pai a comandar a expedição que invade a cidade de Núbia para atender os interesses do Faraó. Radamés, que é noivo da filha do Faraó, a fútil, Amneris, invade a cidade de Núbia, escraviza Aida e a dá de presente a Amneris. Com o tempo, Radamés e a princesa Aida se apaixonam e passam a viver um romance proibido. Ao serem descobertos, os dois são condenados por Amneris à morte. Os dois são enterrados vivos em uma tumba e juram se encontrar em outra vida, como acreditam os egípcios. 


A parceria bem sucedida entre Elton John e Tim Rice já havia feito sucesso em 1997 com Rei Leão e gerou um álbum conceitual gravado entre 1998, que fazia uma releitura da ópera clássica Aida. Devido à boa aceitação do público os Estúdios Disney decidiram comprar os direitos da história e adaptá-la para o cinema como desenho animado. O projeto acabou sendo arquivado e passado para as mãos da Walt Disney Theatrical, que produziu a peça em dois atos.


Devido às dificuldades de adaptar a ópera para o teatro, os produtores ficaram receosos quanto à aceitação das pessoas. Com isso, várias apresentações abertas começaram a ser feitas, ainda que na fase de produção, a partir de 1998, até a estreia oficial, em 2000.


O musical estreou no Palace Theatre, na Broadway, em 23 de março de 2000 e seguiu em cartaz até 05 de setembro de 2004, depois de 1852 performances, a 35ª mais longa corrida da história do teatro musical americano. Em 99 semanas de espetáculo, os investidores já tinham reavisto o que foi gasto e, ao fim da temporada, lucraram cerca de 12 milhões de dólares (quase o equivalente a 30 milhões de reais). Foi indicada a cinco prêmios Tony e ganhou quatro em 2000, por Melhor Trilha Sonora Original (Elton John e Tim Rice), Melhor Atriz em Musical (Heather Headley), Melhor Direção de Arte (Bob Crowley) e melhor Design de Iluminação (Natasha Katz).


Aida foi traduzida para, pelo menos, 15 línguas, e passou por 22 países, incluindo o Brasil. No Brasil, o musical foi montado em 2008 e contava com 35 atores no elenco, entre eles, Saulo Vasconcellos, Naíma, Corina Sabbas, Andréa Marquee, Renato Herédia, Matheus Herriez, Lui Mendes, Celso André, Danilo Morais, Carol Bezerra, Clara Camargo e outros. 


Por incrível que pareça, Aida nunca teve uma montagem profissional na Inglaterra e no Reino Unido, país de origem de Elton John e Tim Rice. 

 

Depois do sucesso do musical, Walt Disney Studios cogitou produzir um longa-metragem live-action com Beyoncé Knowles no papel de Aida, mas o projeto foi abandonado em favor da adaptação do musical Into the woods.

Please reload