LOGO_Backstage_Musical_NOVO2020_Crachá.

Eis o Malandro na Praça outra Vez

Por Igor de Azevedo

Estreada originalmente em 1978, o musical A Ópera do Malandro (de Chico Buarque) reestreia em uma nova montagem com direção de João Falcão, tendo já sido produzida por grandes nomes como Gabriel Villela e Möeller & Botelho. Tendo tido uma bem-sucedida temporada em julho de 2014 no Theatro NET SP, divindindo o palco com “Gonzagão - A Lenda” (em matinê aos sábados e domingos), estreando dia 13 de março e ficando até 3 de maio, com produção da Sarau Agência.

Inspirado em ‘A Ópera do Mendigo’ (1728), de John Gay, e em ‘A Ópera dos Três Vinténs’ (1928), de Bertolt Brecht e Kurt Weill, a ‘Ópera do Malandro’ conta a história do contrabandista Max, que casa em segredo com Teresinha, filha de Duran, poderoso dono de bordéis e cabarés da Lapa dos anos 40. João Falcão, que assina a direção, confessa: “ Chico Buarque foi a figura artística que mais me influenciou. A ‘Ópera’ é um mito, um desafio imenso para o diretor, ao lidar com canções eternas da música popular brasileira e com um texto que marcou época. É incrível perceber a qualidade da produção de um compositor para um mesmo projeto, é um momento muito inspirado e consagrador para o Chico. As canções da ‘Ópera’ ganharam fôlego fora do teatro, se tornaram tão conhecidas que muitos nem sabem que foram feitas para o palco]”. Falcão, que ganhou o último prêmio Bibi Ferreira por melhor direção com “Gonzagão – A Lenda”, assumiu todos os desafios que ele mesmo pontuou e o resultado foi um espetáculo de excelente qualidade.

Uma particularidade dessa montagem é o seu elenco o elenco quase que exclusivamente masculino se revezando entre papeis femininos e masculinos. Quanto à concepção de usar um elenco inteiramente masculino, com a exceção de Larissa Luz (João Alegre), Falcão confessa: “Colocar atores para interpretar mulheres vem ao encontro de uma tradição teatral secular e também com uma antiga pesquisa minha ”, tendo já usado essa mesma inversão de gêneros em outros trabalhos seus. O trabalho do elenco, somado ao figurinos de Kika Lopes, deixam o público atônito. Após sua estreia e, bem sucedida temporada no Rio de Janeiro, é a vez do Malandro conquistar São Paulo. A praça está aberta para todos dados e parangolés de Max: Sucesso a todos!

FICHA TÉCNICA

Adaptação e direção: João Falcão

Direção musical: Beto Lemos

Com: Adrén Alves, Alfredo Del Penho, Bruce Araújo, Davi Guilhermme, Eduardo Landim, Eduardo Rios, Fábio Enriquez, Guilherme Borges, Larissa Luz, Moyseis Marques, Rafael Cavalcanti, Renato Luciano, Ricca Barros e Thomás Aquino

SERVIÇO

A ÓPERA DO MALANDRO

De 13 de março a 3 de maio

Sextas, às 21h. Sábados, às 21h30. Domingos, às 20h.

Theatro Net São Paulo

(Rua Olimpíadas, 360 - Itaim Bibi - Shopping Vila Olímpia – 5º piso)

Backstage Musical © 2017 - Todos os direitos reservados.