Mudança de Hábito – Eles estão com tudo!

6/3/2015

Por Maria Pia Calixto

 

Ontem foi a estréia VIP da divina comédia musical “Mudança de Hábito” e o Backstage Musical esteve presente para contar todos os detalhes pra vocês.

 

O musical que passou por 11 países e tem um público estimado de mais de cinco milhões de espectadores finalmente chegou ao Brasil e com toda a certeza podemos dizer que não deixou nada a desejar em comparação aos lugares por onde já passou, incluindo os Estados Unidos, na Broadway e Inglaterra, no West End. Me arrisco até a dizer que nossa produção brasileira tem, como na maioria dos espetáculos, muito mais alma e energia do que as estrangeiras.

 

Mudança de Hábito é tão levemente divertido que nem sentimos o tempo passar durante seus 150 minutos de duração. A grande mudança na vida da protagonista brilhantemente interpretada por Karin Hils que é uma cantora única e está super confortável na pele de Deloris Van Cartier, começa quando ela testemunha o assassinato de um dos capangas de seu amante, Curtis Shank, e desde então já nos mostra grandes nuances de comédias que seguem até o final do espetáculo. A transição de Deloris Van Cartier, a cantora aspirante que sonha com a fama e roupas deslumbrantes para irmã Maria Clara, a inusitada freira que assume o comando do coral é sutil e Karin soube transmitir genuinamente essa transformação no interior do coração de Deloris, que encontrou alegria e amor verdadeiro de suas irmãs freiras, no convento Rainha dos Anjos.

 

Todos os números que envolvem o coral de freiras do convento são incríveis, é impossível desgrudar os olhos do palco enquanto elas estão cantando e dançando, cada vez com um hábito diferente e cheio de novos acessórios. Vale a pena ressaltar que o coro é de uma afinação e emoção singulares, como a própria diretora musical residente e 1º regente Vânia Pajares nos contou, é também um dos coros mais difíceis da Broadway.

 

Todo o elenco é constituído por cantores de máxima excelência e o resultado não poderia ser melhor. Não podemos deixar de comentar sobre a coreografia. Com grande riqueza de detalhes e uma complexidade que exige uma alta sincronia, cada uma das freiras soube dosar a personalidade e colocaram até um certo toque de fofura, o que torna seus números não apenas deslumbrantes, mas também apaixonantes.

 

É impossível falar do convento Rainha dos Anjos sem citar os nomes de Ana Luiza Ferreira e Andressa Mazzei. A estreante em palcos profissionais Ana Luiza, rouba a cena com sua voz marcante e poderosa ao dar vida a irmã Maria Roberta, uma noviça que ainda não tem certeza de seu caminho, mas que com a ajuda de irmã Maria Clara e da música, se descobre uma pessoa determinada e leal. Já Andressa Mazzei, um dos grandes nomes do teatro musical brasileiro é responsável por boa parte da comédia e quando solta a voz faz todos terem “crises de epilepsia”. Destaques também para Mariana Hidemi que nos passa uma energia sensacional quando está no palco e Raquel Antunes que vive no mundo da lua, mas no fundo é uma sábia freira.

 

Já do outro lado do musical, temos o policial com cara de bom moço que é vivido por Thiago Machado. Eddie é apaixonado por Deloris desde a época de colégio e é o grande responsável por escondê-la no convento. Em um dos números mais lindos do musical, Thiago maravilhosamente empresta sua voz para um doce desabafo de Eddie em uma cena que envolve grandes surpresas que fazem o público se extasiar.

 

Eddie está em busca do grande bandido Curtis Shank, papel de César Mello que mantém o molejo dos anos 70 ao cantar docemente que pretende apagar Doloris com a ajuda de seus três capangas: TJ, Joey e Pablo. O trio é também uma das grandes sacadas cômicas do musical, e são responsáveis por um dos números musicais mais divertidos de todo o show. Destaques na turma de vilões para Max Grácio que arrebata a todos com o jeito bobalhão de Joey e nos surpreende com sua voz vibrante, e Beto Sargentelli que conquista o público ao dar vida e voz ao latino e canalha Pablo, além de arrancar gargalhadas com suas frases em portunhol.

 

As versões em português são assinadas pela dupla Bianca Tadini e Luciano Andrey. A dupla que desde "Jesus Cristo Superstar" vem nos presenteando com letras maravilhosas, acertou em cheio mais uma vez. Suas palavras deixaram o musical moderno e leve, sem perder em momento algum sua essência.

Mudança de Hábito é um musical que tem todos os requisitos para ser um grande sucesso, é um show pra se assistir diversas vezes e se divertir em todas elas. Os cenários e figurinos são extraordinários e nos levam a um mundo de brilho e nos deixam com vontade de soltar a voz por aí. Um espetáculo para família, entretenimento garantido e de um profissionalismo exemplar. Todo o elenco - poderíamos passar horas comentando individualmente de cada membro desse espetáculo - equipe técnica e criativa, como também a orquestra espetacular merecem todos os aplausos possíveis. Não percam essa superprodução que está oficialmente em cartaz de quinta a domingo no Teatro Renault. Para mais informações acesse www.musicalmudancadehabito.com.br e para ingressos www.ticketsforfun.com.br

 

Foto: Rafael Koch Rossi.

Please reload