A Maior Noite do Cinema: Confira os destaques do OSCAR 2015.

24/2/2015

Por Leandro Rodrigues

 

A noite da 87a cerimônia da Oscar Academy Awards foi regada a muito talento e todo o glamour da indústria cinematográfica. Do tapete vermelho ao backstage do Teatro Dolby em Los Angeles, a noite de gala foi um prato cheio para os amantes dos musicais.

 

A abertura ficou por conta do apresentador Neil Patrick Harris: como anunciado previamente, o ator foi presenteado com um canção composta por Robert Lopez e Kristin Anderson-Lopez, de “Frozen”. A performance de “Moving Pictures“, foi inesquecível; a música bem composta nos levou a um passeio pelo mundo do cinema em fantásticas projeções e holografias. Para completar, Anna Kendrick, que estrela os musicais “Into the Woods”, e “The Last Five Years“, fez uma aparição supressa no número em uma clara alusão a sua Cinderella. Jack Black também participou do número fazendo um paródia ao Prólogo do musica de Sondheim, cantando o trecho da Bruxa.

 

Ao contrário do que se pensava, o número composto pela dupla premiada no ano anterior pelo hit “Let It Go”, não precedeu o anúncio do prêmio de Melhor Música Original: Idina Menzel foi quem entregou a estatueta ao vencedor da noite ao lado de John Travolta e grande senso de humor em referência ao deslize do ator no ano passado. O longa “Selma”, foi quem ganhou a categoria com a música “Glory”(letra e música de John Stephens & Lonnie Lynn) e, John Legend, que cantou a música durante a cerimônia, brindou à academia com uma performance arrebatadora que levou a plateia a lágrimas sinceras.

 

Um dos boatos que rondavam a premiação desse ano era sobre uma possível performance de Lady Gaga em homenagem ao cinquentenário do filme “A Noviça Rebelde”, que na época foi premiado com cinco estatuetas, inclusive, Melhor Filme. Felizmente, os boatos que começaram bem no dia do evento, eram reais e a Mamma Monster surpreendeu a todos em um medley com os clássicos “The Sound of Music”, “My Favorite Things” e “Edelweiss”. A performance, que foi precedida de um compilado de cenas do filme, emocionou os presentes e a intérprete de Maria Von Trapp, Julie Andrews, que foi ovacionada pela plateia quando chegou ao palco. Emocionada, Andrews falou do privilégio de ter feito parte da história do cinema com um filme tão alegre e ainda anunciou o vencedor na categoria Melhor Trilha Sonora Original.

 

 

O queridinho dos amantes dos musicais para esse ano era “Into the Woods”. “Caminhos da Floresta”, como foi batizado no Brasil, recebeu três indicações: Melhor Design de Figurino, Melhor Design de Produção e Melhor Atriz Coadjuvante para Meryl Streep no papel dA Bruxa. No entanto, o longa produzido pelos estúdios Disney não levou nenhuma estatueta. Já Eddie Redmayne, conhecido por sua performance como Marius Pontmercy na versão cinematográfica de Les Misérables, ganhou como Melhor Ator pela brilhante atuação em “A Teoria de Tudo”, onde dá vida ao cientista Stephen Hawking: feliz com o reconhecimento da academia, o ator dedicou a conquista aos portadores da ALS, doença degenerativa que acometeu Hawking.

 

Outro momento marcante da premiação foi o número de Jennifer Hudson. A cantriz, vencedora do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por sua performance no musical “DreamGirls” em 2007, foi escalada para a homenagem póstuma em memória aos profissionais do cinema que vieram falecer no ano passado. Hudson fez jus a carreira de cada uma desses atores, diretores e criativos em uma comovente interpretação da música “I Can’t Let Go“: pra quem não se lembra, a canção faz parte das canções originais compostas para série de TV “SMASH“ em que a atriz fez participação especial na segunda temporada; e foi composta por Marc Shaiman e Scott Wittman.

 

“Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)” foi consagrado Melhor Filme e, também recebeu as estatuetas de Melhor Direção, Melhor Roteiro Original e Melhor Fotografia. “O Grande Hotel Budapeste” e “Whiplash” também receberam um considerável número de prêmios. Os discursos engajados dos premiados e os números musicais afetuosos roubaram a cena. A lista dos vencedores, você encontra logo a seguir. Que 2015 seja um ano de excelentes produções: Nos vemos na 88a premiação!

 

Melhor Filme: Birdmand ou (A Inesperada Virtude da Ignorância
Melhor Diretor: Alejandro Gonzéles Iñárritu (Birdman)
Melhor Ator: Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo – Stephen Hawking)
Melhor Atriz: Julianne Moore (Para Sempre Alice – Alice)
Melhor Roteiro Original: Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr. e Armando Bo (Birdman)
Melhor Ator Coadjuvante: J.K. Simmons (Whiplash – Terence Fletcher)
Melhor Atriz Coadjuvante: Patricia Arquette (Boyhood – Olivia Evans)

Melhor Roteiro Adaptado: Graham Moore (O Jogo da Imitação)
Melhor Filme em Língua Estrangeira: Ida (Polônia)
Melhor Documentário: CitizenFour
Melhor Filme de Animação: Operação Big Hero
Melhor Curta de Animação: O Banquete
Melhor Fotografia: Emmanuel Lubezki (Birdman)
Melhor Montagem: Tom Cross (Whiplash)
Melhor Design de Figurino: Milena Canonero (O Grande Hotel Budapeste)
Melhor Design de Maquiagem e Cabelo: Frances Hannon e Mark Coulier (O Grande Hotel Budapeste)
Melhor Design de Produção: O Grande Hotel Budapeste
Melhores Efeitos Especiais: Paul Franklin, Andrew Lockley, Ian Hunter e Scott Fisher (“Interestelar”)
Melhor Canção Original: “Glory”, de John Stephens e Lonnie Lynn (“Selma”)
Melhor Trilha Sonora: Alexandre Desplat (“O Grande Hotel Budapeste”)
Melhor Mixagem de Som: Craig Mann, Ben Wilkins e Thomas Curley (“Whiplash”)
Melhor Edição de Som: Alan Robert Murray e Bub Asman (“Sniper Americano”)
Melhor Curta- Metragem: The Phone Call
Melhor Documentário de Curta Metragem: Crisis Hotline: Veteran Press 1

 

Please reload