Uma das maiores divas do teatro musical está com um novo projeto, onde canta e encanta!

16/6/2014

Alessandra Maestrini está nos palcos com “Drama’N Jazz”. O show que marca o lançamento de seu primeiro CD, com o mesmo nome, e também de sua primeira turnê solo, como cantora, trazendo no seu repertório clássicos do Jazz e dos musicais. Também apresenta músicas originais de sua própria autoria, bem como versões de sua autoria, como, por exemplo, a primeira versão da obra EU TE AMO para o Inglês, aprovada por Chico Buarque. O show, com direção de Gringo Cardia, tem direção musical de João Carlos Coutinho. No palco, Alessandra é acompanhada de um pianista.

 

O Backstage Musical quis saber um pouco mais sobre essa nova turnê, e com o apoio da Teatro GT, bateu um papo super gostoso e descontraído com a cantriz, confiram:

 

BM: Alessandra, o que você leva em conta na hora de montar o repertório de um show?
Maestrini: O que eu levei em conta ao montar o repertório deste show foi:
1) a música me comove emocionalmente?
2) a música me move, fisicamente (mesmo que seja só um balancinho de leve na cadeira)?
3) é bom ter algumas que o pessoal já conhece e já espera/ já anseia, e às vezes até canta junto.
4) é bom ter novidades que não estão nem no currículo, nem no CD e que vão “desvirginar” o público para esta nova informação. Ou seja: rítmo, sentimento, intimidade e surpresa.
5) que sensação me dá sair desta música e depois para aquela… ou seria melhor o contrário?
6) e, no final desta trajetória, sai-se do teatro com vontade de mais? de voltar? de curtir o CD em casa?
Estas são as questões que levei em conta ao montar o repertório deste show.

 

BM: Como é trazer clássicos da música para o Jazz? Foi uma ideia, um sentimento ou uma vontade?
Maestrini: Um sentimento. Eu ouvia esta ou aquela música tocada na rádio originalmente e, automaticamente, viajava nela de outra maneira. Quis materializar isto.

 

BM: Drama n’Jazz te deu o retorno que você esperava?

Maestrini: Não costumo esperar. Costumo fazer. O que posso dizer é que o retorno que me dá é muito bom. De diversas, inefáveis e inumeráveis maneiras.

 

BM: Juntar o “drama” e o “Jazz” foi um jeito de te fazer matar as saudades dos palcos? Já pensa em voltar? Algo dizível?
Maestrini: Foi o contrário. Comecei a “plantar” o show em 2010, enquanto estava no ar com “Tempos Modernos”. Em 2011, surgiu o convite irrecusável para protagonizar o musical New York New York. Em 2012, tive que escolher não participar da segunda temporada do musical, porque já havia aceitado passar um mês fazendo ensaios abertos de “Drama ‘N Jazz” no projeto Rio Occupation London. Foi lá que quebrei o gelo do medo e do imenso desejo de me apresentar cantando sem personagens. Só no final de 2012, finalmente consegui estrear o show. Em 2013, veio Correio Feminino (quadro do Fantástico) na Globo, As Canalhas, no GNT e as turnês nacionais dos musicais A Partilha e New York New York. Eu é que ía tentando e conseguindo encaixar uma apresentação do show aqui e ali. O que, graças a Deus, tenho conseguido tornar cada vez mais freqüente. Logo logo, já devo poder divulgar o que vem por aí além deste show. Jájá…

 

BM: Você e o piano no palco. Isso te deixa mais leve ou mais nervosa?
Maestrini: Isto me deixa mais livre e mais intimista. Tenho feito mais shows piano e voz do que com a banda, porque é mais fácil para viajar, então não sei se é verdade o que vou dizer agora, mas… Tenho a impressão de que, como fico mais senhora do tempo de começar uma música e outra, seguir o show ou não… fico mais comediante também. Mais stand up, além do show de música, sabe? Mas adoro fazer shows com a banda também! Daí fico mais Rock Star, digamos assim. Semestre que vem já vão rolar alguns, estou empolgada!! E, realmente, são shows completamente diferentes um do outro. Aliás, quem já veio ao meu show mais de uma vez, sabe que um show é totalmente diferente do outro..rsrs.. Mesmo o repertório sendo o mesmo… Ou não… rsrs..só vendo pra saber… Um… e outro…

Alessandra Maestrini apresenta “Drama’N Jazz” em Campinas.
14 e 15/Junho
Horário: Sábado – 21h |Domingo – 19h
Teatro Brasil Kirin 3º piso do Iguatemi Campinas
End: Av Iguatemi, 777 – Vila Brandina
Telefone: (19) 3294-3166

Mais Informações:
teatrogt.com.br
facebook.com/teatrogt

 

Please reload