LOGO_Backstage_Musical_NOVO2020_Crachá.

Broadway das Crianças


E finalmente chegou o dia das criancas. As crianças estão presentes em todo lugar, sempre para nos alegrar e muitas vezes nos ensinar. Nós do Backstage não poderíamos deixar passar esse dia sem falar dos pequenos e jovens talentos que alegram os palcos da Broadway e do mundo.

Atualmente, muitos musicais em cartaz necessitam de um grande núcleo de pequenos artistas. A cada dia percebemos a necessidade de estudos e dedicação à essa arte, afinal eles têm uma grande responsabilidade diante de grandes plateias.

Na cerimônia desse ano do BROADWAY.COM CHOICE AWARDS os atores Emily Rosenfeld (Annie) e Raymond Luke Jr. (Motown) disseram que acham necessária uma categoria especial para as crianças que se apresentam na Broadway, afinal se a vida já não é fácil para um ator adulto imagine conciliar as lições de casa com uma agenda de 8 espetáculos por semana?

Em 1977 estreou na Broadway o musical ANNIE. Foi um sucesso, pois permaneceu em cartaz até 1983 e conquistou o mundo com a história da órfã Annie, que mesmo com seus problemas via o amanhã como esperança para um mundo melhor. Andrea McArdle aos 13 anos deu origem ao papel. Para muitos um dos maiores desafios destes musical é escalar alguém para Annie. No Revival de 2012 (atualmente em cartaz) foram mais de 5 callbacks para o papel. A atriz, além de cantar notas muito agudas tem que convencer a plateia, a todo momento, com um forte sorriso no rosto que “The sun’ll comes out tomorrow”.

Matilda é um dos grandes hits na Broadway no momento. Conta a história de uma menina extraordinária. Ela decide que, apesar de um começo ruim com pais que a maltratam, uma escola terrível e uma diretora viciosa, conseguirá um final surpreendente. Assim como Annie, a força das personagens nos ensinam a enfrentar nossos medos e problemas. O Musical estreou primeiramente em Londres e conquistou sete Oliver Awards, incluindo de melhor musical.

Não podemos deixar de fora os clássicos de Rodgers & Hammerstein: A Noviça Rebelde e o Rei e Eu. Os dois musicais utilizam a imagem das crianças como uma ferramenta fundamental para o enredo da história.

A Novica Rebelde acontece no final da década de 20, na Áustria, quando o pesadelo nazista estava para a ser instaurado naquele pais. Trata-se da história de uma noviça que não consegue viver em um convento e vai trabalhar como governanta na casa do Capitão Von Trapp, que é víuvo e tem sete filhos, educando-os como se fizessem parte de um regimento militar. Sua chegada modifica drasticamente o padrão da família, trazendo alegria novamente ao lar da família Von Trapp e conquistando o carinho e o respeito das crianças. O musical estreou em 2008 no Rio de Janeiro e em 2009 em São Paulo, com direção de Charles Moeller e Claudio Botelho, além de grande elenco liderado por Saulo Vasconcelos e Kiara Sasso.

O Rei e Eu estreou na Broadway em 1951 e chegou ao Brasil em 2010 com direção de Jorge Takla. A história se passa no Sião, atual Tailândia, no século XIX. O rei do país tem dezenas de mulheres e sessenta filhos. Para educá-los é contratada uma professora inglesa. O choque cultural entre oriente e ocidente vai dar margem à conflitos que envolvem preconceito, escravidão e política. No entanto, no meio desse atribulado cenário, haverá espaço para o amor.

Há outros musicais no qual as crianças tem um papel fundamental e ajudam a cativar o público. Desajamos a estes talentos um feliz dia das crianças.

Backstage Musical © 2017 - Todos os direitos reservados.