Em Um Mundo Quase Normal

26/6/2013

por Renata Duran

 

O musical ‘Next to Normal’ estrou em um teatro Off-Broadway em 2008, e já passou por doze diferentes países. O musical, que conta a historia de uma família com problemas, tem texto e letras de Brian Yorkey, e musicas de Tom Kitt. Em seu elenco original estava Alice Ripley no papel de Diana, a mãe que sofre de bipolaridade, Brian d’Arcy James como Dan, o pai que faz de tudo pela sua familia, Aaron Tveit no papel de Gabriel, o filho perfeito que vive artomentando sua familia, e Jennifer Damiano fazendo Natalie, a filha independente, rejeitada pelos pais.

A produção sueca estrou em fevereiro de 2012, no teatro Wermland Opera. No elenco estavam Cecilie Nerfont Thorgersen, Ole Aleksander Bolstad Bang, Christer Nerfont, Tove Edfeldt, Jonas Schlyter e Melker Sörensen. Não tem como não amar seus cenários brancos, que criam um efeito muito legal com a iluminação colorida. O que difere os figurinos dessa produção com as mais próximas do original é o estilo de roqueiro dado ao personagem Gabe.

A montagem holandesa, de 2012, teve no elenco Freek Bartels como Gabriel, Simone Kleinsma no papel de Diana, Michelle Van de Ven interpretando Natalie e Wim Van Den Diessche fazendo Dan. Na parte viasual, o musical contava com cenários mais escuros do que os coloridos usados. Uma estrutura formada por barras pretas que se iluminavam em determinados momentos e um telão que mudava de cor de acordo com a cena no fundo do palco eram a base do cenário.

Estreou, em 2012, a montagem dinamarquesa, em Copenhague. No elenco estavam Cecilie Stenspil como Diana, Troels Lyby no papel de Dan, Laus Høybye interpretando Gabe e Kristine Marie Brendstrup fazendo Natalie. De alguma forma, toda a parte visual da produção tem um ar de tecnológica, tendo o cenário formado por muitos quadrados e formas retangulares. A escolha do elenco saiu um pouco do obvio, apesar de todos os personagens serem meio genéricos, a escolha de Cecilie Stenspil para fazer Diana, trouxe um ar mais jovial para a personagem, a Diana em geral é interpretada por atrizes mais velhas, mas, pelo contexto, deveria ser mais nova, lembrando que ela engravida ainda quando está na faculdade.

A produção da Argentina, chamada ‘Casi Normales’, estreou em 2012, na cidade de Buenos Aires. O elenco do musical contava com Laura Conforte como Diana, e tendo como alternante da personagem Alejandra Perlusky, no papel de Dan estava Alejandro Paker, Matias Mayer fazendo Gabriel e Florencia Otero alternando o papel de Natalie com Manuela Del Campo. O cenário da montagem também era caracterizada por ter muitas formas retangulares, mas, apenas com essa excessão, não lembra em nenhum momento a produção dinamarquesa. O cenário é muito próximo do original americano. O vídeo a seguir é da ultima apresentação, onde se junta todo o elenco para cantar três musicas, com uma energia impressionante.

O musical estreou no Rio de Janeiro em 2012, e teve sua temporada paulistana em 2013, no Teatro Faap. Com direção geral e versão brasileira de Tadeu Aguiar, ‘Quase Normal’ trouxe no elenco Vanessa Gerbelli Ceroni no papel de Diana, Cristiano Gualda como Dan, Olavo Cavalheiro fazendo Gabe e Carol Futuro no papel de Natalie. Os cenários, de Edward Monteiro, eram bem menores no que os normalmente usados, dando um ar sufocante em alguns momentos, por outro lado, o cenário funcionava muito bem para esse musical, que não necessita nada muito grandioso.

 

Please reload