Figurino da Realeza

Na última quinta feira, dia 28 de março, estreou em São Paulo o musical "O Rei Leão". Considerado o marco da Broadway, o musical já foi visto por quase 65 milhões de pessoas, é ganhador de 70 prêmios e está a mais de 15 anos nos palcos, já tendo passador por vários países, até chegar em sua versão brasileira atualmente.
Os figurinos e maquiagens são um show á parte. Fugindo da tradicional 'fantasia de leão', os figurinos de O Rei Leão são compostos por roupas com desenhos e acessórios que remetem ao estilo africano e as máscaras dos leões dão um toque especial.

 

As máscaras africanas foram feitas para uso na cabeça ao invés do rosto, o que possibilitou muitos efeitos cênicos, assim é possível que o público veja quem é o ator por trás dela e faça que com a imaginação do público vá longe.
"Ao contrário da mudança contínua de expressão facial na animação, uma máscara projeta uma atitude fixa. O escultor tem apenas uma oportunidade para incorporar o temperamento, a raiva e a paixão de um personagem para contar toda a história. Eu pensei: E se eu criar máscaras gigantes que realmente seriam Scar e Mufasa, mas tivessem o rosto humano revelado abaixo, para não perder a expressão facial e não esconder o ator?"  Julie Taymor

 

Outra parte interessante do figurino são as "roupas" dos animais da savana e dos personagens Timão e Pumba. Esses figurinos foram criados a partir de uma técnica japonesa chamada Bunraku, essa técnica foi criada por Bunrakuken Uemura e era utilizada no teatro japonês no século XVI. Em Bunraku, artistas visíveis ao público controlam figuras grandes, enquanto o narrador conta a história. Estas figuras, que as vezes podem ter até um metro e meio.
 

Os seres humanos que controlam as figuras animadas e estão usando as máscaras de animais ficam totalmente visíveis. Cada espectador nesse musical tem um trabalho importante: com a sua imaginação, ele está convidado a somar o "animal" e o humano para um resultado mágico.
"Quando o espírito humano visivelmente anima um objeto, nós experimentamos uma conexão muito especial, quase como gerar uma vida. Nos envolve tanto o método de contar a história, como a própria história." Julie Taymor

 

Se você ficou com vontade de conferir tudo isso de pertinho, corra para assistir! O musical está em cartaz no Teatro Renault, com sessões de quarta á domingo e ingressos de R$280 á R$50.

 

Please reload